Walter/Balança ou Léo Gamalho/Artilharia? 9 fevereiro 2017 Walter ou Gamalho

Após um relativo período de abstinência faço-me presente na coluna da nossa Família.

Pois bem, não é de hoje, mas de um longo tempo que o Walter, vulgo W18, tem um problema com o garfo, faca, prato fundo e coca-cola.

Hoje é de longe um jogador caríssimo para os padrões, pretensões e obrigações que o Goiás tem este ano. Notório que o moço não conseguiu se quer jogar um mínimo aceitável, dentro da crítica até o momento, e já vinha em uma decadência quando chegou por aqui novamente em 2016. O custo x benefício dele, Walter está tão caro quanto Bacalhau em época de Semana Santa, e por mera coincidência, o melhor bacalhau é da cidade do Porto.

Já escrevi e dediquei em outra oportunidade, uma coluna inteira sobre este assunto, e pouco se fez a não ser o W18 estar mais acima do peso ideal do que quando se reapresentou.

Walter parece estar sofrendo de depressão profunda. Não conseguiu produzir nada até o momento, chegou como astro, a torcida foi em peso no aeroporto recebê-lo como o “Messias” e na realidade outro sujeito, simples, na dele, chegou sem alarde e que muitos contestou sua contratação, chegou e tem, não somente dado resultado mas entregando resultado, ganhando talvez metade do “Tufão”, e que mesmo com uma equipe péssima e horrível de se ver, mesmo assim se destacou e seus gols de certa forma livrou o Verdão da “C” em 2017.

Léo Gamalho é o Cara!, o cara que ofuscou o TUFÃO com trabalho, seriedade e principalmente por levar sua profissão a sério. Harlei tinha razão quando quis trazê-lo em 2015 e os Sr(s) máximos do Verde não permitiu, por o acharem caro e não ter perfil do Goiás, pois estava no banco na época acho que no Bahia, se não estou equivocado!

Léo Gamalho chegou na reta final da B de 2016, fez 11 gols, fechou o ano como artilheiro. 2017, já é o artilheiro do Goiano e da equipe. Números, até então, acima da média.

Parece que o Tufão tem acusado o Golpe, mesmo ganhando pomposos R$ 250 mensais, mesmo o Sr Hailê Pinheiro o chamando e falando que “o Waltinho resolve dentro de campo!”. Se a carruagem continuar a andar como está, Léo Gamalho vai ser o artilheiro do Brasil este ano se manter a média de gols por partida, escreverá seu nome na história do Verde e será complicado mantê-lo ano que vem.

E pra fechar, tenho observado o que os concorrentes do nosso Verdão do cerrado tem feito em relação a montagem das equipes para a B deste ano. Pelo que tenho percebido, quem está pensando em uma base forte para 2018, é sim nosso Goiás, que mesmo ainda carecendo de um ou outro jogador para ajuste e reposição, tem uma base consistente pra este ano e o próximo. Ademais, boa sorte pra nós na Copa do Brasil este ano.

Até a próxima semana Esmeraldinos!

Wendll Faleiro

2 Comentários Quero comentar!

  • Ótima coluna!!! Realmente com a humildade o Léo Gamalho esta indo longe, jogador simples que faz a diferença. Walter até hoje não mostrou nada diferente, a unica lembrança que ele está deixando é de ser um dos jogadores da atualidade mais gordo e com salário maior ainda.

    Comentário by Brayan — 9 de fevereiro de 2017 @ 10:09

  • Números de Léo Gamalho.

    Anos Clubes Jogos Gol(o)s
    2004–2006 INTERNACIONAL 89 62
    2007 AMERICA NATAL 04 04
    2007–2008 VALDEVEZ PORT 36 20
    2009 Shenyang Dongjin Chi 23 10
    2010 Pudong Zobon Chi 18 07
    2011 Grêmio Barueri 27 15
    2012 ABC 15 10
    2012 CAXIAS 03 03
    2013 ASA 35 20
    2013 CEARA 25 10
    2014 SANTA CRUZ 57 32
    2015 BAHIA 29 10
    2015 AVAI 14 08
    2016 NACIONAL PAR 16 08
    2016 GOIAS 19 14

    Comentário by Wendll Faleiro — 9 de fevereiro de 2017 @ 13:38

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Deixe um comentário