Verdinho cai na Copinha ao ser derrota por dois a zero 19 janeiro 2015 corinthians_goias_ae_marcosbezerra

O Goiás sucumbiu à força do Corinthians, ontem, na Arena Barueri (SP). O time Paulista, recordista de títulos da Copa São Paulo de Futebol Júnior, construiu o 2 a 0 num intervalo de 2 minutos  Gabriel Vasconcelos foi o autor dos gols, avançou para as quartas de final e segue na busca pela 9ª conquista. Ao alviverde, resta o consolo de um desempenho melhor que o do ano passado com o renovado grupo do sub-20.

O time alviverde teve o mesmo fim que o do Goiânia, de estrutura bem mais modesta , eliminado na noite de sábado, pelo Grêmio, por 4 a 1, também nas oitavas de final. Nenhum representante do Estado segue na competição. Atlético e Vila Nova ficaram pelo caminho ainda na fase inicial, de grupos. O Corinthians terá, como o próximo adversário, o São Caetano.

O técnico do Goiás, Augusto César, considerou a campanha boa e ressaltou o trabalho feito na base do clube. “A gente queria coisas maiores. Já sentimos o gosto de estar numa final (de Copa São Paulo, em 2013). Mas não podemos lamentar. O trabalho tem sido muito bom. Fomos eliminados por um grande time do Brasil. Temos de melhorar alguns aspectos”, opinou o treinador, à Rádio 730.

No jogo de ontem, o Goiás executou uma estratégia defensiva eficiente para conter o ímpeto do Corinthians no primeiro tempo. O alviverde minou espaços do Timão, que teve mais posse de bola. A equipe paulista pouco infiltrou. Contudo, o Goiás falhou. Só saiu ileso na etapa inicial porque o time paulista não conseguiu marcar.

Apesar de segurar o rival, o Goiás demonstrou fragilidade ao contra-atacar. Só Yhan, aos 31, e Leônidas, aos 37, finalizaram no primeiro tempo. Após o intervalo, o Corinthians acelerou o ritmo e construiu o placar rapidamente. Aos 7 minutos, Gabriel recebeu um lançamento de Matheus Cassini, limpou a zaga e fez o gol. Aos 9, o Goiás, ainda desconcertado, viu o Corinthians finalizar quatro vezes na sequência da mesma jogada. De novo, Gabriel mandou para as redes.

Nenhum Comentário Quero comentar!

Nenhum comentário ainda.

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Deixe um comentário