Vamos para mais uma aposta. 22 outubro 2015 Danny Sergio

Após quatro rodadas, não teremos a arrogância em pessoa no banco de reservas. O ‘desaposentado’ Arthur Neto pediu o boné e não comanda mais o Verde nesse ano, infelizmente não sei porque e nem pra quê esse senhor veio para cá, apenas para dificultar ainda mais a fuga do rebaixamento.

Logo após a saída de ex-técnico, os dirigentes esmeraldinos iniciaram conversas com treinadores mais rodados, mas todos negaram o convite. Nenhum treinador quer se queimar e assumir um time quase rebaixado, – sim, eu disse: QUASE! -precisando quatro vitorias em sete jogos. Pegar restos de quatro treinadores em um final de ano é um desafio nada fácil.

Por isso a diretoria decidiu terminar o campeonato com mais um ‘tapa-buracos’ caseiro: Danny Sergio. Muito querido entre a boleirada esmeraldina, os mesmos prometem empenho em fugir da degola, já que o primeiro objetivo foi alcançado: Derrubar o “rei Arthur”. O novo professor Danny diz que vai mudar a postura do time, vai pedir mais raça, mais dedicação.

Muitos torcedores não concordaram com a escolha, já que Augusto está no Sub/20 esperando uma oportunidade; Outros já chamaram o Danny de despreparado, isso eu concordo em parte, no entanto, para ter (16) anos de experiência na profissão e (12) dentro de um clube como o Goiás, é preciso ter bastante conhecimento e sabedoria sobre futebol. Ou pelo menos ser amigo dos chefes… Claro que isso nunca deveria ter acontecido se fosse feito um planejamento, mas nada no Goiás é planejado. Colocar um preparador físico no final de um campeonato é um erro? Sim, contudo o maior erro chama-se Harlei Menezes, a pessoa que se acha maior do que o clube.

Como vamos resistir a tantas brigas políticas e do futebol, crises, declarações polêmicas e tiros no escuro? Só o tempo dirá… Mais desesperados que nós, só um pessoal rosado que grita a todo canto: “Chora Moxé’’…!

Por hoje é só…

Paulo César

(Foto: Portal Web do Goiás Esporte Clube)

Tags:, ,

Nenhum Comentário Quero comentar!

Nenhum comentário ainda.

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Deixe um comentário