Uma semana para esquecer! 30 agosto 2015 goi

A semana que passou foi melancolicamente condoída.

Esmeraldinos alegres e eufóricos, uma vez que o atacante Zé Love havia estreado com gol de bicicleta, eis que não mais que de repente, o genitor do “rolo compressor” veio a falecer. Um choque que deu um baque no nosso líder e amigo. A dor da perda ocasionada pela morte de alguém muito próximo é algo impossível de ser mensurado. Que Deus e Jesus Cristo, o Governador do Planeta Terra,  possa designar bons anjos guardiães para receber seu amado pai, meu “irmão” Cícero JR, no mundo espiritual… Ele começou uma nova etapa da evolução. Vamos continuar aqui e também terminar as nossas, com dignidade!

Pois bem… mas as tristezas não se findaram por aí. Jogando contra o modestíssimo Brasília (DF), o Goiás foi surpreendido no Serra Dourada, e eliminado da Copa Sul-Americana. Um vexame. Um time apático, visivelmente desinteressado, e como ingrediente mais indigesto, o ídolo Erik perdeu um pênalti…

No dia posterior, o presidente Sergio Rassi confirmou que havia algumas premiações atrasadas e ainda que não haveria quaisquer gratificações para transpor esta primeira fase. 

A comparação é triste, inobstante verdadeira. Jogador de futebol é igual prostituta…. sem grana na jogada, necas de pitibiribas!!

Só o Goiás Esporte Clube não entendeu isso ainda. 

Pensa que acabou, amigo leitor?!? Nada… 

O Clube esmeraldino anunciou aos quatro ventos – de forma errônea e precipitada – que havia negociado o zagueiro destaque da segunda defesa menos vazada do brasileirão, Felipe Macedo, por dois milhões e meio de Euros com a agremiação francesa, Mônaco. 

O atleta, acompanhado do ex-presidente e hoje representante jurídico João Bosco Luz, viajou para a Europa ainda na quinta-feira, afim de realizar exames médicos e físicos e assinar o contrato de trabalho.

fmSurpreendentemente, menos de (48) horas depois, o Goiás, através de nota oficial (foto), comunicou que o jogador não foi aprovado nos testes clínicos aos quais foi submetido, o quê, inviabilizou a negociação. Destarte, deixou nas entrelinhas também que houveram desacertos financeiros com o empresário do jogador.

Não há outra palavra para definir o que houve: amadorismo!

Ora, um clube que tem como mandatário um médico, possui um departamento clínico de primeira linha, se dá ao desplante de mandar um jogador para o mundo europeu sem condições de ser aprovado em exames médicos?!? Tá de brincadeira, não é, Goiás?!?

Isso serve apenas para se transformar em motivo de chacota por parte da imprensa vermelha e dos torcedores rivais.

Fontes ligadas ao “ninho do periquito” garantem que há mais sujeira debaixo desse tapete do que simples infantilidade. Todavia, não quero adentrar nesse mérito uma vez que “essa tal fonte”, quando esteve com as rédeas verdes nas mãos, não era lá muito confiável também não… Agora que deixou de ser vidraça para virar pedra, levanta hipóteses e mais hipóteses. Como jornalista, não posso iludir meus leitores com premissas que não podem ser comprovadas!

Pois bem. Enfim, uma semana para ser esquecida por todos os membros da Família Esmeraldina!

Quanto ao jogo desta tarde contra o Atlético(PR) na Arena da Baixada em Curitiba, tenho convicção que este é o típico duelo que o Goiás consegue obter êxito. O adversário vai agredir por jogar em seu território, ter a posse da bola, ter maior volume de jogo, entretanto, descobrirá, à duras penas, que furar o bloqueio esmeraldino é tarefa complicada. Inobstante a isso, o Goiás jogará por “uma bola”. A velha estratégia dos contra-golpes mortais que desestabilizam o adversário. Após conseguir o gol, o Goiás voltará a se defender com mais afinco do que antes, segurando o resultado ou até mesmo ampliando o placar, aproveitando-se do desespero do rival. 

É possível que não ocorra nada disso. Talvez o desinteresse se abata de novo sobre o time verde como fora contra o Brasília (DF), e o time seja derrotado. 

Entretanto, se o Goiás mantiver a pegada e a postura tática apresentada nos últimos jogos do campeonato brasileiro, obter um resultado positivo no sul, para mim, não será surpresa.

Ah…!! por fim, esqueçam o “gordito bulaxento”!! Ele detesta jogar contra o Goiás. Já ficou provado…

Isso é tudo, por hoje, Família Esmeraldina! Até domingo que vem…!! 

   Juninho BILL

(Fotos: Site Oficial do Goiás Esporte Clube)

Tags:, , , , ,

2 Comentários Quero comentar!

  • Concordo com VC barão do toca ,semana de se esquecida,mais por fim estamos no mundo a sujeito a tudo ,porém nos da “FAMÍLIA ESMERALDINA ” lamentamos muito .
    E sobre o jogo de logo a mais ,tenho q concorda não será nada fácil ,mais acredito num empate .

    Comentário by Luana — 30 de agosto de 2015 @ 13:38

  • Juninho, esses exames do Felipe Macedo foram realizados com o mesmo “grau de exigência” que foram feitos o do Sérgio Manoel aqui no Goiás.
    O problema é outro bem diferente, mas com certeza não será divulgado.
    Não estou “pisando em onça morta”, estou dizendo agora porque se dissesse antes diriam que eu estava “gorando” a negociação, mas quando foi anunciado a venda do FM3 por 10 milhões de reais, eu pensei, esse “milagre” está grande demais, só vou comemorar quando assinar o contrato, pois está parecendo que ainda vai dar merda, e deu.

    Comentário by Ivanez — 30 de agosto de 2015 @ 14:19

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Deixe um comentário