Um esquema que pode dar certo… 25 março 2016 enderson27

Analisando um pouco o time do Goiás, não só na últimas jogos de campeonato, justamente com as características dos novos reforços, pensei sobre uma nova formação tática para o Goiás. É claro que eu não sou nenhum grande analista tático, nem tenho a experiência e visão que tem o nosso comandante Enderson Moreira, porém, é uma ideia que pode ser levado em conta.

O esquema que pensei é o 4-1-4-1. Muito utilizado pelo treinador Tite no ano passado quando comandava o Corinthians, onde conseguiu ser campeão brasileiro. O próprio Vila Nova usou esse esquema contra o Goiás no último clássico. Resultado: conseguiu neutralizar o nosso meio de campo e só não venceram aquele jogo pela falta de qualidade dos jogadores e também por ter entrado com uma postura defensiva.

No Goiás, esse esquema seria perfeito com a escalação: Renan; Suelinton, Anderson Salles, Felipe Macedo e Juninho; William; Carlos Eduardo, Jhon Cley, Daniel Carvalho é Wagner; Rafhael Lucas.

Algumas opções podem variar, como o Jhonatan no lugar do Suelinton, Wesley Matos no lugar do Felipe Macedo e até Cléo no lugar do Rafhael Lucas, mas os outros seriam essenciais serem os mesmos. Veja o porque:

O volante William tem uma característica muito boa para uma postura ofensiva: desarma muito bem, além de ter uma boa assistência. Se o adversário for um adversário que possamos ganhar facilmente e irmos pra cima, ele seria o volante ideal. Caso for para ter uma postura mais defensiva, o Wendel ou Ramires cairia bem.

IMG-20160324-WA0025No meio de campo, utilizamos dois jogadores de velocidade pelos lados: Carlos Eduardo e Wagner, podendo dar muito auxílio para os meias centrais Daniel Carvalho e Jhon Cley, que poderiam ser uma boa dupla, já que tem características diferentes. O Daniel seria o cara para dar passes para os meias laterais e também para o atacante central, e já o Jhon Cley, seria um meia finalizador, já que tem um chute muito potente (pelo menos, é isso que mostrou nos times que jogou).

Poderíamos ter algumas boas opções no banco para utilizar, dentre eles, o Cassiano, que acho que também se adaptaria bem à formação sendo um bom substituto ao Carlos ou Wagner. É claro que esse texto não passa de uma ideia para os torcedores ou então, uma sugestão para a comissão técnica do Goiás (não sei se alguém de lá irá ler esse texto).

Esperaria que no domingo de Páscoa, pudéssemos ver uma goleada pela primeira vez no ano e dar um chocolate para o time do Crac de Catalão como manda o figurino.

                                                                                                                                                                                                                                            Wagner Oliveira

Tags:

Nenhum Comentário Quero comentar!

Nenhum comentário ainda.

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Deixe um comentário