Tinha tudo para dar certo… 29 maio 2016 1

Pode parecer paradoxalmente estranho, mas os caras que elaboraram a tabela da série B são esmeraldinos ou queriam dar uma “colher de chá” para o Goiás.

Em 2015, a série C, teve a seguinte classificação final: 1º – Vila Nova/GO, 2º – Londrina/PR, 3º – Tupi /MG e 4º – Brasil de Pelotas/RS.

Os caras devem ter pensado: “…Vamos colocar o Goiás para enfrentar esses “perebas” oriundos da Série C, logo nas primeiras rodadas… Ele ganha dos três e dá uma “estilingada” na tabela. O Vila – o eterno freguês -, o Goiás vai ganhar de todo jeito mesmo, então não importa a ordem do confronto…”

Deu ruim. “Esqueceram” de combinar com os outros times.

Num jogo de qualidade duvidosa, com um gol nos minutos finais, o time verde ganhou do Tupi na primeira rodada fora de casa. Contudo, o resultado justo – pelo futebol apresentado – seria o empate.

Veio o Londrina… “Ah, agora a gente ganha, até o Vileco ganhou desses caras ano passado!” Que nada!! Saiu perdendo e deu trabalho para empatar.

Goiás IIEntre uma derrota costumeira em terras catarinenses para o Criciúma, do qual o Goiás é freguês desde quando aquela agremiação era treinada pelo Felipão e o mito Paulo Baier era lateral direito, veio o quarto colocado da série C: o Grêmio Brasil de Pelotas. “Ah, sim… agora não tem escapatória! Serão três pontos na capanga…” Mas a síndrome do empate itumbiaresco – obtido à duras penas – depois de mais uma vez sair perdendo, aconteceu outra vez! E olha que o Renan defendeu pênalti, hein?

Imaginem quando os adversários forem Vasco, Bahia e até o “poderoso” vice-líder ACG?

Doze pontos disputados, dentre os quais, nove contra adversários que vieram da terceira divisão. 41% de aproveitamento. A título de curiosidade, sabem qual foi o aproveitamento do Goiás quando foi rebaixado? 33%. É cedo para comparar, mas não está muito longe não…

Pois bem. A verdade é que o Goiás Esporte Clube, agremiação milionária após as negociações de Erik e Bruno Henrique, angariou a bagatela de vinte milhões de reais. Tinha tudo para dar certo. Contrataram o Enderson e a grande maioria dos torcedores apoiaram. Trouxeram o Daniel Carvalho e o Leo Lima. Parabéns!! Que nada!! Os atletas vivem no departamento médico, não rendem e o time está capenga. Agora questiona-se: qual time da série B tem vinte milhões em caixa? Respondo: só o time esmeraldino mesmo. E o quê os dirigentes fazem com tanto dinheiro? Respondo: contrataram o “felomenal” atacante Rossi. Ah não, gente, tem dó…!! Ser esmeraldino é viver na “sofrênça”.

Não é necessário aqui discorrer sobre todas as outras bobagens que a diretoria vem fazendo. Os esmeraldinos estão carecas de saber de todas as mazelas. Seria como quê “chover no molhado”. A imprensa especializada noticiou que na segunda à noite (30/05), haverá uma reunião do comitê gestor - Sérgio Rassi, Hailé Pinheiro, Edminho Pinheiro, Marcelo Almeida, Júnior Viera e Felipe Ximenes. Também estarão nessa reunião os membros do conselho diretivo. Segundo o repórter André Rodrigues, eles irão debater o momento atual do futebol do Goiás, tentar descobrir onde estão as falhas, necessidade ou não de contratar reforços e também a possibilidade ou não de se dispensar jogadores que não agradaram.

Fala sério. Mesmo?!? Esse é o Goiás “véio” de guerra fazendo “goiasisses”. Precisa mesmo de reunião? Esse presidente não manda nada não? Pelo amor de Deus! É desestimulante demais… O “rei da série B” está caindo pelas tabelas, jogando mal, verdadeiramente desinteressado e os caras vão fazer reunião?!? Na segunda-feira ainda?!? Já deveriam ter agido e essa reunião deveria ter sido feita logo após o jogo contra o Londrina!

O mesmo repórter disse que a comissão técnica segue com apoio total. Já vi tudo. Quando esse papo de técnico “prestigiado” pela diretoria aparece na imprensa, o coitado já está na guilhotina há muito tempo. Enderson Moreira tem culpa nesse fracasso sim, sem dúvidas. Mas dentre todos os culpados, o percentual atribuído a ele é bem pequeno. Os jogadores de qualidade técnica ruim, bem como a diretoria que assiste a tudo em berço esplêndido e com um escorpião no bolso, são os maiores culpados. Contudo, seguindo a lógica e cultura do futebol brasileiro, uma derrota para o Ceará em Fortaleza na terça feira, certamente encaminhará a degola do treinador.

Alô Ademir Foguetêro!! Alô Hélio dos Anjos!! Preparem-se para uma ligação do prefixo meia dois…

Isso é tudo, por hoje, Família Esmeraldina! Até domingo que vem…!!

Juninho Bill

(Foto: reprodução site globoesporte)

Tags:, , , , , , ,

6 Comentários Quero comentar!

  • Parabens Juninho!! Muito bom o seu texto! Provavelmente esta reunião de segunda-feira não vai virar nada.Como sempre vai vir os blablablas de sempre!O Sergio Rassi e os proprietarios do Goias não querem gastar e se não tiver uma reviravolta eles continuarão contratando apostas.Agora pensa o quanto o time ja desperdiçou dinheiro com estas contratações!! Jogadores que não deveriam ter vindo tipo Cassiano,Sueliton,Wagner,Wesley Matos,Anderson Salles, Cleo etc.

    Outra coisa a ser dita, o Enderson não vai dar conta, para mim ta claro que ele não tem mais o comando do grupo, e tbem não conseguiu montar um esquema tatico para o time jogar.

    Outra coisa que estou estranhando e que a reunião não contara com a presença do Enderson!! Estranho….porque não fazer um dia antes!!

    Vamos ver, seguindo a logica como vc disse, perderemos para o Ceara e Vasco.

    Agora e aguardar!!

    Ary JR.

    Comentário by ARY Jr. — 29 de maio de 2016 @ 15:07

  • Valew, amigo ARY JR!

    E o quê vc disse é verdade. Porque não fez a reunião ontem ou hoje, quando o técnico ainda esta em Goiânia?

    Cheirou ruim.

    Comentário by Juninho BILL — 29 de maio de 2016 @ 15:10

  • Pareceria engraçado se não fosse trágico. Na segunda-feira a cúpula diretiva esmeraldina se reúne para encontrar os culpados para a vergonhosa performance que o time esmeraldino vem desempenhando desde as semi-finais do Campeonato Goiano. Tal como disseram os colegas acima, esse fiasco se estendeu na Copa do Brasil (eliminação na Primeira Fase para o “poderosíssimo” River … do Piauí) e continua se estendendo nesse início de Série B frente adversários “tradicionalíssimos” do futebol brasileiro.

    Ocorre que os culpados são os próprios dirigentes esmeraldinos. Foram eles que trouxeram o preguiçoso Enderson Moreira para treinar o destreinado e despreparado time do Verdinho. O time não tem esquema de jogo. Não tem preparo físico. Não tem jogada ensaiada. Não tem nada. E, para piorar, o time não tem nem preparador físico que presta, pois até meninos da base estão se contundindo por falta de uma melhor preparação física.

    Passaram pelo crivo dos dirigentes esmeraldinos todas as contratações ao longo dessa temporada, inclusive a do Léo Lima, que, apesar dos avisos, foi contratado com a chancela da múmia chamada Hailé Pinheiro. Pior do que eu previa, a participação do Léo Lima com a camisa do Verdão durou pouco mais de 60 minutos, já que saiu contundido no segundo tempo da sua estreia. A mesma situação ocorre com o ex-jogador Daniel Carvalho. Ninguém discute a qualidade técnica que esses jogadores um dia possuíram. Mas cá entre nós: tratam-se de ex-jogadores onerando a folha de pagamento do Verdão. Simplesmente não dá para confiar nesses ex-atletas para um campeonato longo como a Série B.

    Todos sabem que campeonato de pontos corridos é uma competição de regularidade. Subirá para a Série A quem for constante ao longo da competição. Mas o Verdão ignora esses avisos e planeja extremamente mal sua temporada, com a chancela de dirigentes ultrapassados e sem tino nenhum para o futebol. E amanhã eles estarão encarregados de encontrar culpados, embora a culpa seja dos próprios dirigentes esmeraldinos.

    Que Deus nos proteja!

    Comentário by Almir — 29 de maio de 2016 @ 16:03

  • Que história é essa do Ademir fogueteiro? por que dizem isso? kkkkk

    Comentário by Felipe — 29 de maio de 2016 @ 16:33

  • Felipe!!

    Foi apenas uma maneira de ironizar as atitudes “bisonhas” dessa diretoria.

    Eles para demitirem o Enderson e contratar um técnico desse nível, não é difícil não…

    Comentário by Juninho BILL — 29 de maio de 2016 @ 17:05

  • Almir!!

    Sua resenha foi brilhante! Parabéns!!

    Comentário by cicerojr — 29 de maio de 2016 @ 17:09

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Deixe um comentário