STJD já se prepara para denuncia contra o Goiás por pancadaria no setor de gerais do Serra 7 outubro 2014 STJD

O time Esmeraldino terá de se defender junto ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva, já é 10ª vez em pouco mais de um ano. Paulo Marcos Schmidt procurador já confirmou que a denúncia será apresentada até a próxima quinta-feira 09/10, por causa de brigas entre torcedores no confronto entre Goiás 1 x 0 Figueirense.

Schmidt chegou a dizer que “O Goiás vive no STJD”, por infringir o artigo 213 do CBJD(Código Brasileiro de Justiça Desportiva). Esse artigo reza da obrigatoriedade do clube em tomar providências que reprimam a desordem em sua praça esportiva e engloba brigas, arremessos de objetos no gramado e invasões de campo.

Para se ter uma ideia o time Alviverde já gastou o equivalente a R$ 122.000,00 em sanções impostas pelo STJD. Em 2014 o Goiás já cumpriu perda de mando de campo contra Criciúma e Botafogo, isso por punição aplicada em 2013.

E de olho nas punições a direção alviverde esteve reunida na Serrinha na segunda feira, para traçar ações no caso de perda de mando de campo. Um jogo já está definido que será negociado, trata-se do confronto contra o Corinthinas em jogo válido pela 35ª rodada do Brasileirão. “Está praticamente vendido, mas a praça ainda não está definida. Pode ser na Capital Federal, Fortaleza ou Cuiabá”, disse o Presidente Sérgio Rassi.

Outro confronto que também poderá ser negociada a praça de jogo e a partida frente ao Fluminense, 33ª rodada.

A majoração de preços dos ingressos para os próximos jogos do Goiás em Goiânia foi descartado pelo Presidente Executivo do clube. “Condeno medida discriminatória em relação a se atribuir ao preço do ingresso pelos atos de selvageria”, finalizou Rassi.

Nenhum Comentário Quero comentar!

Nenhum comentário ainda.

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Deixe um comentário