SOMOS TRI, E AGORA 9 maio 2017 TRI CAMPEAO

Olá grande Nação Esmeraldina! Ontem presenciamos o término do campeonato goiano de 2017, com um show da nossa torcida e um resultado óbvio, Goiás Esporte Clube pela vigésima sétima vez Campeão Goiano.

Não foram 2 grandes jogos nas finais, mas a objetividade e vontade de nossos jogadores se sobrepuseram ao ineficiente time do vila.
Confesso que no começo do ano eu estava, como muitos torcedores do verdão, sem tesão por conquista regional. Almejamos e sonhamos com conquistas nacionais. Mas uma final contra nosso rival (não em números) trouxe novamente a vontade de ir ao estádio, o nervosismo antes do jogo, e ao final, o grito de tricampeão ecoou alto no Serra Dourada.

Mas como não pensar no futuro? Temos pela frente o longo e duríssimo campeonato brasileiro da série B pela frente e algumas questões vem à nossa cabeça: com esse time conseguiremos o acesso? É possível brigar com Inter pelo título? Será mais um ano de fracasso?
Com a euforia pela recente conquista acabamos respondendo afirmativamente as duas primeiras questões, mas será essa nossa realidade?
Acredito que esta série B estará muito nivelada. O dito time grande que jogará sequer conseguiu vencer o Novo Hamburgo no campeonato Gaúcho. Então onde se enquadra o Goiás e qual será nossa disputa?

Respondo que acredito no acesso sim, e mais, podemos sonhar com um novo TRI no cenário nacional. Digo isso por sentir a união dos nossos jogadores, como a muito tempo não via. O comprometimento do elenco com a instituição é grande e me dá esperança de dias melhores pela frente.
Contudo, não podem ser os únicos ingredientes para nosso acesso. Novos jogadores devem aparecer e mostrar futebol. O técnico Sérgio Soares deve implantar sua filosofia, aproveitando o que vem dando certo no time. E por fim, a torcida abraçar o time como foi feito nas finais.
Um show à parte o que toda a torcida fez nestas últimas semanas. Uma movimentação que me lembrou os tempos áureos do nosso futebol, quando tínhamos grandes espetáculos dentro e fora do campo.

Não será fácil, mas acredito sim no nosso acesso.

 

Heitor Borelli, advogado.

1 Comentário Quero comentar!

  • Dr Heitor, faço coro as suas palavras, apenas acrescentaria que esta B não vai ser mole, porém é importante começarmos bem e ir bem no 1º turno. Acredito que com pés no chão, estaremos de volta ao lugar de nosso direito.

    Comentário by Wendll Faleiro — 9 de maio de 2017 @ 18:34

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Deixe um comentário