Sergio Rassi, um péssimo Presidente, e um bom tesoureiro 24 abril 2017 COFRE

Olá grande Nação Esmeraldina! A convite do nosso amigo Cícero Júnior, que agradeço desde já, assumo as colunas do Família Esmeraldina nos dias de segunda-feira, com a missão de trazer um pouco da experiência de um torcedor apaixonado no Goiás Esporte Clube e que sonha com anos gloriosos para nosso time de coração.

Mas para que esse sonho se torne realidade, muita coisa há de mudar dentro dos muros da Serrinha. A primeira mudança deverá ser na mentalidade das pessoas que comandam o clube. E quando falo em comando, não digo apenas a diretoria, incluo nisso pessoas sem a devida capacidade de gerir os departamentos ali existentes.

O Goiás infelizmente vem atravessando uma maré de inconstância, tanto dentro como fora de campo. O presidente Sérgio Rassi conseguiu algo que poucos dirigentes conseguiram, sanear as finanças do clube. O que, ao meu ver, o credenciaria como tesoureiro do time, não Presidente.

Digo isso pelo fato de futebolisticamente falando, atravessarmos uma das piores décadas da história do verdão. 2 rebaixamentos em 7 anos. Desde 2010 estivemos por 4 anos na série A (2010/13/14/15) e outros 4 anos na série B (2011/12/16/17). O Goiás que outrora era temido dentro do Serra Dourada, como disse uma vez o técnico Vanderlei Luxemburgo: “Vir jogar no Serra Dourada é certeza de derrota, só não sabemos de quanto”, e nos últimos anos acumulou derrotas vexatórias, onde destaco eliminação para o Brasília na Sulamericana e Ríver na Copa do Brasil.

Isso se reflete também na torcida, que principalmente depois da não classificação para a libertadores no brasileiro de 2013, abandonou (compreensível) o time. O pior que não vejo esforço da diretoria para mudar isso, ao contrário, contrata pessoas sem condições para exercer suas funções.

Posso aqui listar inúmeros incompetentes dentro da Serrinha, tais como Osmar Lucindo, Harlei (suspenso), etc. Na minha próxima coluna irei falar sobre nossos “gerentes de futebol”.

E assim acontece em várias áreas dentro do clube, como o departamento com maior responsabilidade de tentar aproximar a torcida com o clube, o Marketing. Tal importantíssimo departamento é gerido por uma pessoa sem ligações sentimentais com o time. Não estou avaliando o lado profissional da pessoa que está à frente, mas este é o único departamento ao meu ver que deve aliar o profissional com o emocional.

Mesmo que negado pela Monara à época, entendo ser de extremo mau gosto “sugerir” a implantação do sapo como mascote oficial do clube. Só poderia vir de alguém que não tem o Goiás como sua ideologia, como seu time, como seu amor.

Isso somente mostra como o Goiás vem sendo gerido ultimamente. Pessoas sem a devida capacidade para assumir a direção do clube.

E assim, o Goiás passou de “O Maior do Centro-Oeste” para o segundo time do Estado, quem sabe até o terceiro, se formos usar o Campeonato Brasileiro da Série B do ano passado como parâmetro. Não digo em estrutura, história, títulos e afins, falo pelos resultados dentro do campo.

Heitor Borelli, advogado.

3 Comentários Quero comentar!

  • Concordo com tudo, nosso Goiás vai de mal a pior.

    Comentário by J junior — 24 de abril de 2017 @ 13:49

  • Concordo com praticamente tudo o que vc disse!

    O Goiás escolhe seus profissionais pelo grau de amizade com a família HP! Desta forma fica muito difícil o clube ser profissionalizado.

    O Dr.Sergio Rassi sem duvida nenhuma será lembrado como o PIOR PRESIDENTE DA HISTÓRIA DO GOIÁS !

    Te pergunto, adiantou economizar ? Para mim se fizermos as contas , veremos que o prejuízo dado aos cofres do Goiás foram astronômicos ! Perdemos neste ano 15% da cota da TV, e se não subirmos este ano , para o ano que vem a perda será de 25% das cotas!

    Portanto não vejo que ele sirva nem mesmo para tesoureiro , pois nota-se claramente que ele não faz contas !

    Além disso, os torcedores estão perdendo o tesao de torcer para este time, pois como não investem na contratação de bons jogadores, a torcida perdeu o encanto de ir ao Estádio !

    Comentário by Ary Jr. — 24 de abril de 2017 @ 14:59

  • Concordo com meu Amigo Ary

    “os torcedores estão perdendo o tesao de torcer para este time”

    Impossivel nao perder a graça

    Comentário by Ulisses Peixoto - Ulissin — 27 de abril de 2017 @ 19:05

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Deixe um comentário