Pré-temporada de conquistas 26 janeiro 2015 goias-posado-granada-cup-divulgacao

A pré-temporada do Goiás Esporte Clube acabou. E foi vitoriosa. Vem aí o Campeonato Goiano.

Pelas redes sociais na tarde de ontem (25/01), houve uma enormidade de “corneteiros” desfazendo do título obtido pela agremiação esmeraldina, após o empate do Cruzeiro com o Shakhtar Donetsk, em Brasília/DF. Sim!! Não eram adversários!! Eram “torcedores” do Goiás com escudo do clube no avatar!!!

O torcedor do Goiás é realmente um caso “sui generis”. Analisem: O Goiás foi convidado a participar da Granada Cup. O time não participou da elaboração do regulamento; Ele também não impôs regras e nem tampouco que os participantes, Shakhtar/UCR, Zalgiris/LIT, Gama/DF e o próprio Goiás não se enfrentariam todos entre si; Também não foi o time verde que estipulou a regra que o número de cartões amarelos ou vermelhos seriam critérios de desempate; Em suma: A agremiação esmeraldina foi convidada a participar do torneio, com possibilidades de ganhar U$ 100 mil dólares, fazer dois jogos e se deslocar apenas 200km. Os organizadores impuseram as regras, o Goiás aceitou, jogou e foi campeão.

A pergunta não quer calar: Porque os torcedores estão chateados?? É incompreensível. Que esmeraldinos são esses que ficam indignados pelo Goiás ter ganhado um torneio de verão na pré-temporada, além de cem mil dólares??

O Flamengo, por exemplo, foi a Manaus disputar um torneio de verão, levantou o título e o considera como importante, merecendo destaque, inclusive, em todas as mídias. Foi excelente como treinamento, segundo Luxemburgo!

Já o poderoso bi-campeão Cruzeiro, não disputou nenhum torneio, todavia jogou dois amistosos na pré-temporada. Perdeu para o inexpressivo Londrina e empatou com o Shakhtar.

A imprensa mineira, a carioca e a brasileira em geral, consideraram os resultados absolutamente normais. É início de temporada, não há muito entrosamento com os novos atletas que chegaram, a forma física ainda fora dos padrões, etc, etc, etc…

É evidente que não se pode considerar que o título da Granada Cup seja de expressão, longe disso, mesmo porque o regulamento não permitiu que o Goiás enfrentasse o balado Shakhtar Donetsk. Contudo, esses “torcedores” não conseguem enxergar o torneio como parte de uma excelente pré-temporada. Um treinamento para adquirir entrosamento, apenas isso…

Em anos anteriores enfrentamos o combinado amador da Ovel, o Vasco de Itaberaí, o Monte Cristo e por aí vai.

Ah sim… como não?? Já ia me esquecendo!! Nossa referência é o ACG, não é?? Então, vejamos: como foi a pré-temporada deles mesmo?? Todos sabem a ridícula resposta…

 

 

Como não reconhecer que a pré-temporada do Goiás não é animadora?!?!? Apenas os impacientes, arrogantes e petulantes corneteiros que dizem torcer pelo verdão, não assumem, não reconhecem…

Vivenciamos o dia-a-dia do clube!! Ninguém é mais torcedor do que ninguém porque escreve para sites ou tem voz nas rádios, TVs ou jornais. No entanto, resta claro para todos os cronistas esportivos que o ex-arqueiro Harlei impôs novo ritmo ao clube. Os atletas Michel e Caíque, por exemplo, vieram à Goiânia para fechar contrato, e, após os testes elaborados pelo departamento médico, não reuniram condições satisfatórias e foram dispensados. O quê há de errado nisso?? A atitude foi acertadíssima!! Ora, ora, mas quem não se lembra o quanto era diferente em um passado próximo?? O ex-atacante Bruno Mineiro chegou ao Goiás machucado e fora de forma. Demorou três meses para entrar em campo – e quando entrou, diga-se de passagem, não correspondeu – entretanto, o Goiás o bancou o atleta, pagando regiamente seus vencimentos em dia.

Resta claro que a mentalidade mudou. O jeito de gerir o Goiás é diferente. As contratações dentro dos limites financeiros, a certidão negativa junto ao governo federal, a pré-temporada, o novo fornecedor de uniformes, o contrato para exploração da marca “Goiás” com a Essex, a busca de novos patrocinadores, a cara de um novo clube através do Nação Esmeraldina, entre tantos outros fatores… Só um tolo não nota.

Esse torcedor corneteiro caso o Goiás não participasse do torneio, diria: “Que clube era medroso!! os jogos são pertinho, em Brasília!! Não podemos desperdiçar cem mil dólares assim…!! Esse Goiás num tem jeito mesmo!!”. Entretanto, como o Goiás meteu a cara, participou do torneio e ganhou o título e a premiação monetária, não tem valor mais porque foi muito fácil…

É difícil, sem quantia, agradar esses “torcedores”. Aliás, o primeiro passo para a derrota, é querer agradar a todos!

Siga em frente Goiás!! Você está no caminho certo!!

Juninho BILL

Nenhum Comentário Quero comentar!

Nenhum comentário ainda.

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Deixe um comentário