POLÊMICA no futebol Brasileiro, CBF admite mudar o Brasileirão 29 janeiro 2014 CBF

A CBF admite que o campeonato Brasileiro deste ano poderá ter mais de 20 clubes ou até ser adiado se não houver uma definição do caso Heverton até o dia 20 de Fevereiro, data final para a publicação da tabela do torneio, de acordo com o que estabelece o Estatuto do torcedor. “Existe um risco no campeonato, sim. Se nós não tivermos uma decisão até o dia 20/2 para por uma pá de cal, teremos um problema muito sério. Ou não teremos campeonato ou teremos, com mais clubes. Cada um defende o seu direito, isso é bonito, é da democracia, nos resta aguardar. A palavra final será do poder judiciário”, disse o advogado da CBF, Carlos Miguel Aidar.

O advogado atuará em duas frentes: na disputa das liminares contra o rebaixamento da Portuguesa – das três conquistadas pelos torcedores recolocando a equipe Paulista na Série A, uma já foi cassada por Aidar, outra frente será sobre o inquérito do Ministério Público que investiga o descumprimento do Estatuo do Torcedor, na punição da perda de quatro pontos que levou a Portuguesa para a série B.

Aidar participa hoje de uma audiência para definir se a CBF aceita um termo de ajustamento de conduta proposto pelo MP, o que significa, na prática, a devolução dos pontos à Portuguesa. O promotor Roberto Senise Lisboa, responsável pelo inquérito, promete abrir uma ação civil pública caso a entidade não aceite o temo. “O promotor Senise exagera no enfoque. Não é necessário, ao meu ver, uma ação civil pública.”

Fonte: AE – Agência Estado

Nenhum Comentário Quero comentar!

Nenhum comentário ainda.

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Deixe um comentário