Peças certas nos lugares certos 21 setembro 2015

Com Wanderley Filho como técnico interino, o Goiás iniciou a peleja no 4-3-3. Zé Love (dessa vez) pela esquerda, Érik centralizado e Bruno Henrique pela direita formaram o ataque. Com movimentos simples e sem princípios complexos, não há muito o que analisar.

 

Goiás no 4-3-3 no primeiro tempo contra o Joinville.

 

Mapa de calor do Zé Love no primeiro tempo (Fonte: Footstats).

 

Mapa de calor do Érik no primeiro tempo (Fonte: Footstats).

 

Zé Love confirmou após o jogo que prefere jogar assim. Érik rende muito mais perto do gol sendo o homem responsável pelas definições das jogadas. Mas a grande notícia para o time esmeraldino foi a volta do Felipe Menezes. O camisa 10 do Goiás, apesar de estar fora de ritmo, voltou para fazer a ligação com o ataque. Algumas ligações continuaram sendo diretas, mas, com o meia em campo, abre alternativas para as construções das jogadas. Saiu sentindo um desconforto muscular. Só nos resta torcer para que esteja em condições de entrar em campo contra o Fluminense. É peça fundamental na luta contra o rebaixamento.

Rodolpho Chinem

Tags:

Nenhum Comentário Quero comentar!

Nenhum comentário ainda.

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Deixe um comentário