O resgate da tradição uma união que faz acontecer… 6 maio 2017 BANDEIRAO

Se no primeiro clássico a zombaria dos panetones em ter um bandeirão foi a tônica das arquibancadas, esse final de semana a coisa mudou.

Com um placar esmagador, uma vantagem difícil de ser revertida tudo caminhava para ser apenas mais um jogo, sem emoção, sem frio na barriga, sem surpresas, eis então que surge a notícia de que uma união esmeraldina entre torcida e clube fez renascer um velho sonho dos saudosos torcedores, o tão falado “bandeirão”.

 O Jogo do ponto de vista alviverde basicamente gira em torno de uma possível estreia desse que é um símbolo da tradição das torcidas goianas. A cada nova notícia, a cada nova foto e a cada nova polêmica, a expectativa do torcedor esmeraldino só aumentava.

 Nem mesmo a tentativa panetônica de jogar água no chopp dos esmeraldinos foi capaz de abalar a sensação da maça verde, estão sentido ao saber que agora, oficialmente, teremos o bandeirão no maior clássico do centro-oeste e principalmente no jogo que dará mais um título ao esmeraldino.

Um clássico que não acontecia em uma final de goianão a 12 anos. Muitos não conhecem um bandeirão ainda, alguns mais antigos como eu tiveram o prazer de participar da organização, da fabricação, da escolha do tema, do transporte, algo que não é fácil, de erguer, de tremular, de participar dessa festa. São necessárias centenas de pessoas para que ele seja erguido, outros milhares para que seja tremulado e tome forma nas arquibancadas, mais uma centena para que ele tenha um condicionamento adequado para manter sua durabilidade, um local adequado para ser guardado, até mesmo o transporte não é dos mais fáceis. Habilidade para poder levantar sem pagar mico então nem se fala, nisso os nossos rivais cor de rosa são especialistas, mico é com eles mesmo…

Bateria, faixas, bandeiras e agora o bandeirão são patrimônios que nós esmeraldinos possuímos, são tão importantes quanto qualquer outra coisa, são nossas ferramentas, enfeitam a festa, dão outra cara nas arquibancadas, demonstram o amor ao clube, representam em cores o pensamento e o apoio de milhares de pessoas.

Não tenho dúvidas que o grande atrativo da partida é a volta do bandeirão, no domingo, às 16:00 quando o time apontar pela escadaria dos vestiários e tomar sua posição em frente a torcida para cumprimentar os guerreiros das arquibancadas todos os olhares estarão fixados para o momento da subida do novo bandeirão. Estaremos novamente erguendo nossa tradição, tradição essa que foi possível ser resgatada pelo empenho e desejo de todos, afinal foi por todos aqueles que pediram a volta, que questionaram o por que de não mais termos o nosso e pela vontade de ver novamente essa festa, que foi possível a concretização desse projeto…

Isso é a maior prova que quando FJG, Torcedores esmeraldinos e o Goiás caminham juntos com um mesmo pensamento aí a coisa acontece…Nossa torcida é forte, nosso clube é grande e isso é o que faz as coisas acontecerem…

J Junior

2 Comentários Quero comentar!

  • Ótimo texto, nostalgia pura.
    Ansiosos pra amanhã, onde com certeza teremos uma festa que entrará pra história do futebol Goiano. Valeu Júnior!!!

    Comentário by Daniel Dias — 6 de maio de 2017 @ 15:43

  • Parabéns a todos e foi no momento certo para a volta do Bandeirão, que o mesmo nos traga muita sorte e possamos comemorar várias vitórias. Avante Gigante do Cerrado e conte com os guerreiros esmeraldinos na torcida. Rumo ao TRI pela terceira vez na história do Goianão, todos os caminhos levam ao Serra Dourada amanhã!!!

    Comentário by Manoel Fernandes — 6 de maio de 2017 @ 16:59

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Deixe um comentário