O Nação Esmeraldina e o Povão 8 abril 2015 GRACIANO ARANTES

Estava conversando com os amigos sobre esse lance de fidelização do torcedor ao programa Nação Esmeraldina, lendo um tanto sobre o assunto e ouvindo outro tanto. Dois pontos me chamaram bastante a atenção.

- A diretoria oferece bons pacotes, porem não condizentes com o nível do time.

- A grande massa popular não tem condições de aderir ao programa.

 Ao meu ver, programa sócio-torcedor não cabe ao Goiás, pois o clube não tem um bom estádio, nem conta com o mínimo de conforto para receber os associados. Serra Dourada é muito grande e hoje não passa de uma praça destruída. O campo ainda é excelente! Nada mais. O time nunca disputa títulos importantes e a cada ano que passa os grandes jogadores vão se distanciando da tradicional camisa verde.  O teto salarial tem mais a ver com campeonato de segunda divisão do que de primeira.  As administrações do clube são misteriosas, o torcedor não sabe o destino dos milhões da venda de Weliton, nem onde foi parar a grana da venda do Tiago Mendes e tem uma imensa dúvida quanto à futura venda de Erik.

Dias atrás, ao receber um aluno de violão, o mesmo se colocou como torcedor daquele time da Globo.  Logo, no transcorrer da conversa, ele revelou ser um quase torcedor misto do Goiás. Disse que tinha uma camisa do tempo da Puma e que era a mais linda da história do Verde. Gente, Esse cara tem 40 anos e é de Goiatuba, ou seja, ele vivenciou o título goiano daquela cidade! Ele não tem muitos motivos locais para ser comprador de camisa oficial do Goiás, umas vez que o seu time mesmo é aquele… mas mesmo sendo do interior, o sangue é goiano! Vejo que é muito fácil conquistar o coração dos goianos, o clube deveria investir para que este amante do futebol venha para Goiânia acompanhar o time de perto, não somente o povo da capital.

Agora, temos o Serra Dourada para mandar os jogos. Naquela imensidão de concreto deve caber, hoje, pelo menos 38.000 pagantes. É muita gente! Historicamente quem bancou o futebol foi o povão.  E essa categoria de torcedor se vê cada vez mais excomungada dos jogos. As vezes o torcedor nem é “totalmente pobre” (termo que li no grupo do face…) mas deve o carrão! Aí acontece algum imprevisto e a primeira coisa que ele faz é correr das contas de futebol. Esse torcedor é a grande maioria, maioria essa que precisa sim de preços populares e que fazem a festa ficar linda nos jogos, justificando a monumental construção do Serra Dourada. Esse torcedor tem família! Aí o buraco afunda de vez…

 Minha opinião: Alô diretoria! Ofereça um bom time para o torcedor, contrate bons profissionais para gerir o futebol e veja o Serra Dourada lotado novamente! Dessa forma, a entrada pode custar o preço que for, que toda a conversa aí de cima cai por terra!

 Cá entre nós:

- O clube poderia ter uma área de lazer para o associado Nação Esmeraldina frequentar o clube do coração, levar a família e gastar dinheiro por lá.

- Procure conquistar o coração do torcedor do interior, faça-o sentir orgulho de seu Estado através da bola!

+++++++++++++++++++++++++

A promoção maluca continua! São R$ 200,00 para o curso de 3 meses, incluso a apostila! O curso é fantástico, todos aprendem!  Vamos tocar violão geente!!   8162-4841 / gracianoarantes@yahoo.com.br

Nenhum Comentário Quero comentar!

Nenhum comentário ainda.

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Deixe um comentário