O Goiás é rubro-negro? 13 agosto 2016 ednei-

Uma das posições mais carentes no Goiás está sendo as laterais. Juninho é tecnicamente nosso melhor jogador da posição, mas só ele “salva”, quando ele quer jogar… Os outros são Clayton Sales, Johnathan, Jeferson, que tecnicamente, são jogadores bem novos e não conseguem ter consistência nos jogos e acabam “queimados”. Sueliton é exceção, pois esse é fraco mesmo.

O que fazer? Bom, a tendência era que o Goiás não contratasse ninguém mais. Notícia ruim, pois temos dinheiro em caixa e se tivéssemos um bom profissional no departamento de futebol, alguém de bom nome poderia vir. Mas isso estava fora de cogitação, até o Atlético dispensar um novo jogador.

Ednei, aquele que fez um gol olímpico na gente nesse ano, que por pura coincidência ou humilhação, está vindo para o Goiás na época das olimpíadas e para chegar estreando no estádio Olímpico (Sim, é coincidência, mas meio humilhante), está acertado com o Goiás. É o segundo jogador que sai do Atlético e o clube do Sergio Rassi o adota como um refugo. Não estou falando de Marcão e Arthur, pois eles não estavam mais lá, porém, de Márcio e Ednei, jogadores que estavam encostados no Atlético e não tinham espaço mais lá, porém, tem espaço aqui. É esse o “X” da questão.

Não estou criticando o Ednei. Ele definitivamente é bem melhor que todos os laterais que temos hoje. A questão é que para tentarmos sobreviver, estamos tendo que apostar em jogadores que não serviram no nosso rival, e que é bem menor que o nosso clube. Simplesmente pelo fato de que eles tiveram planejamento para essa Série B, e nós não. Por isso, eles brigam na parte de cima e nós na parte debaixo.

Isso me envergonha de um jeito que não tem muitas palavras pra descrever. Nós nos tornamos um time pequeno. Contratamos um goleiro que sempre provocou o Goiás e que era inimaginável vê-lo um dia no nosso time, porém, quando se trata de Hailé Pinheiro, essa pessoa mal caráter, arrogante e vaidosa, tudo pode acontecer. Logo de cara, no amistoso contra o Anápolis, Márcio já nos deu um belo presente de boas vindas.

Esse é o novo Goiás: o Atlético Goiás Clube ou o “Dragão Verde”, ou até mesmo Refugo Esporte Clube. Sei lá como irão chamar o nosso clube daqui a algum tempo. A minha preocupação agora é ter a certeza de que o Robston não virá ao nosso time.

Observação: Ednei, pra calar a minha boca, só com um gol olímpico.

Wagner Oliveira

Tags:

1 Comentário Quero comentar!

  • Wagner, para mim está contratação nada mais é do que prova da incompetência desta diretoria. Já não bastasse tantas lambanças, este é o presente que a torcida ganha pela conquista do patrocínio da CAIXA!

    É UMA VERGONHA! SERGIO RASSI E FAMÍLIA PINHEIRO É A COMBINAÇÃO PERFEITA PARA O FRACASSO DO GOIÁS ESPORTE CLUBE!

    Comentário by Ary — 13 de agosto de 2016 @ 18:00

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Deixe um comentário