Meio Campista Davi corre riscos de não atuar nos últimos dois jogos do Brasileirão 21 novembro 2013 DAVI

“Davi disse que já teve conversas com o Goiás, ele quer chegar logo a um acordo. Marcelo Segurado foi o responsável pela vinda do jogador, chegando inclusive a brigar dentro do clube para a sua contratação e quer também muito que ele fique.”

O meia Davi que no início do Brasileirão era renegado pela imprensa e principalmente pelos torcedores Esmeraldinos foi se encaixando no time e hoje é peça fundamental na equipe comandada por Enderson Moreira.

Um grande entrave pode fazer com que Davi não atue mais pelo Goiás nesse Campeonato, é que o contrato do jogador finda no dia 30/11, e se caso ele não renovar ficará então fora do time, contra Grêmio(RS) e Santos(SP). Para o jogo diante do Atlético(MG) Davi irá atuar normalmente.

As negociações continuam, a direção do Alviverde já procurou fez uma proposta e Davi fez um contra proposta. “Já conversamos, ele quer ser valorizado. Nós entendemos que tem de existir a valorização, mas vamos colocando de acordo com o que agente pode pagar. Não iremos fugir daquilo que temos trabalhado.” disse o superintendente de futebol do Goiás Marcelo Segurado.

Não existe medo de ficar sem o jogador para as últimas partidas da competição. O otimismo do superintende Esmeraldino é grande, ele chega a afirmar que o assunto será resolvido até a próxima semana. “Para regularizar, é tudo online, rápido. Não tem demora”, finalizou Segurado.

“Além da importância do Davi em campo, no grupo ele é um líder positivo. Quando estava desprestigiado, em momento algum mudou seu comportamento. Valorizo muito esse jogador. Foi uma aposta minha, um cara que briguei muito para ter por aqui. Quero muito que ele fique finalizou Marcelo Segurado.

Davi é um jogador calmo, ele não aparenta ansiedade e sempre em entrevistas disse da sua vontade de continuar no Goiás. “A gente já teve uma conversa inicial. É um momento importante no Campeonato. Quando tem uma brechinha, agente está procurando conversar para entrar em um acordo logo”, disse o jogador que tem 31 anos. O Superintendente do Esmeraldino foi taxativo e disse que não houve propostas de outro clube pelo atleta. “Chegaria para ele e não para nós, mas ele não nos passou nada”, sentenciou o dirigente.

Nenhum Comentário Quero comentar!

Nenhum comentário ainda.

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Deixe um comentário