Jogar por Jogar? Eis a Questão 20 novembro 2014 SEGURADO

O Campeonato Brasileiro da Série A está nas rodadas finais e mais uma vez o Goiás vai terminando sua temporada sem objetivo nenhum. Será que isto é o motivo da falta de inspiração para os jogadores?

Nesta 35° rodada, mais uma vez o Esmeraldino perdeu, e dessa vez para o Corinthians pelo placar de 1 x 0 em um gol contra do menino da base Felipe Saturnino. A equipe de Ricardo Drubscky começou o jogo na defensiva, esperando o time paulista atacar, foi assim durante todo o primeiro tempo até sair o gol na infelicidade do garoto da base.

Na segunda etapa o professor “Pardal” fez as substituições, tirou Felipe Macedo e Esquerdinha pra colocar Samuel e Bruno Mineiro.Ai vem dois detalhes: Porque estes dois? Quem iria armar o time com 3 atacantes?
Mais uma vez o Verdão da Serra ficou perdido em campo. Cassio (goleiro do Corinthians) não sujou o uniforme.

Muitos consideram este jogo como uma derrota normal, assim como foi contra o Inter e que pode ser contra o Cruzeiro na próxima partida. Infelizmente este é o pensamento. Até porque, não temos um plantel adequado para encarar estas equipes.

Mas parem para pensar. Em outras temporadas o Goiás sempre era franco atirador e de vez em quando ganhava dos grandes.
O que tinha de diferente em outras épocas de hoje? A palavra chave seria INSPIRAÇÃO.
O Esmeraldino na maioria das vezes iria pra cima dos grandes sem medo de ser feliz e quando perdia não era por falta de vontade.Podemos dizer que o elenco esmeraldino já está de Férias?
O que se viu no Beira Rio (contra o Internacional) e no Mangueirão (contra o Corinthians) foi nítido. Goiás será que finalizou 10 vezes nestes 2 jogos?

Falta de interesse, falta de inspiração e jogar por jogar, eis o espirito do Goiás nesta reta final de Brasileirão.
Alguma dúvida? Tirem suas próprias conclusões.
Enfim, esperar 2014 acabar logo e ter esperanças que no ano seguinte o Goiás tenha espirito de guerreiro, pois esta foi sempre nossa marca.

Texto: Alexandre Kabeça

3 Comentários Quero comentar!

  • “Na segunda etapa o professor “Pardal” fez as substituições…”, pois é caro Alexandre, pior é o Sérgio Rassi cogitar renovar o contrato dele.

    Não vai adiantar nada contratar melhores jogadores, já que mesmo assim, o Drubsky prefere improvisar.
    Cadê o Clayton Salles? Cadê o Mario Sérgio? Não foi ele quem fez pouco dos garotos? Então ai agora ele improvisa..
    Outra coisa, as substituições são sempre as mesmas, nunca vejo ele dar oportunidade para: Liniker, Paulo, Raphael Luz, Wellington Júnior.. Inclusive nunca vi ele experimentar (ja que gosta tanto de inventar) colocar o Wellington em outra posição, sei lá, colocar como meia-atacante para aprontar uma correria junto com o Erik e Esquerdinha armando para os dois..

    Ele é adepto daquele estilo que nunca dá certo, encher o time de atacantes para “sufocar” o adversário, e que raramente dá certo!!

    Eu não quero renovação desse técnico não!! E exijo o título do Goiano, porque por culpa do Claudinei nós perdemos de forma inacreditável!!

    E mais.. ainda não estamos livres do rebaixamento como muita gente diz, A Chapecoense que está jogando agora contra o Flu, precisa perder duas partidas ainda para não cairmos, é difícil cair, mas pode acontecer, porque a sequência é dura!!

    Comentário by Felipe Faria — 20 de novembro de 2014 @ 21:37

  • Olha aí o PERIGO de volta!!

    Chapecoense goleia o Flu fora de casa..

    O Goiás ainda tem Cruzeiro e Atlético-PR fora.. provavelmente perderá as duas partidas..

    Chapecoense ainda joga em casa contra o Botafogo, ganhará tranquilamente..

    Goiás vai pra última rodada com risco de rebaixamento, escrevam o que to dizendo!!

    Espero queimar minha língua..

    Comentário by Felipe Faria — 20 de novembro de 2014 @ 23:34

  • Uhuuuuuuu!! Estamos livres do rebaixamento!!

    Vila Nova caiu
    Atlético-GO não subiu!!

    Acabou o ano!! kkkkkkkkkkkkkkkk

    Comentário by Felipe Faria — 30 de novembro de 2014 @ 2:32

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Deixe um comentário