Goiás tenta recuperar hegemonia contra histórico rival 10 outubro 2016 Goiás-x-Vila-Nova III

Semana de véspera ao maior clássico do Centro-Oeste: Goiás x Vila Nova. O ACG pode até ser campeão da primeira divisão um dia – quem sabe!? – mas nunca será o protagonista quando o assunto for o mais acirrado jogo da região.

É uma semana diferente. Sempre foi. Os ânimos se exaltam, e isso ocorria mesmo na época que o Goiás disputava a divisão de elite e o Vila estava na terceira divisão. A rivalidade acirrada é um ingrediente sempre presente nesse confronto. Hoje ambos disputam a mesma divisão – em 2015 o Goiás caiu e o Vila subiu – e o mais incrível: o verde está atrás na tábua de classificação, uma vez que ambos tem 40 pontos, todavia, o esmeraldino tem menos vitórias e um jogo a mais. Portanto, o Vila Nova hoje, é sim(!), um adversário direto que precisa ser abatido.

No primeiro turno, em 25/06, houve empate por 1×1. O próximo duelo será no sábado, 15/10, às 16h no Serra Dourada. Ambos os técnicos terão semana cheia para treinamentos e isso pode aprimorar a parte tática e técnica. O time vermelho terá seis desfalques:  Saulo, Maguinho, Guilherme Teixeira, Reginaldo, Vinícius Simon e Victor Bolt. O Goiás está mais tranquilo e deve jogar – caso não haja contusões durante a semana – com o time completo. Diante de tantos problemas no time colorado, o esmeraldino tornou-se favorito, mesmo se tratando de um clássico dessa magnitude.

A imprensa e o departamento médico do clube cogitam a volta de Walter contra o histórico rival. Ok, ok, mas ele vai entrar no lugar de quem?!? Rossi?!? Gamalho?!? Creio, sinceramente, que o “Bulaxento” fica apenas como opção no banco de reservas.

Léo Gamalho IIILéo Gamalho, quem diria(?), já ultrapassou Rossi na artilharia. São (08) gols em (09) jogos. Uma média altíssima para um campeonato tão fraco tecnicamente. A torcida lhe idolatra chamando-o de Gamalhović, em referência à sua semelhança capilar com o mito sueco Ibrahimović, como também em razão da quantidade de gols marcados.

Não tem “chourumelas”…! Gamalho hoje é titular absoluto.

E o Kleina?!? Ele assumiu o Goiás no dia 05/09 e encontrou o time como porteiro da zona, em 17º lugar. Sob seu comando o Goiás disputou sete partidas. Ganhou quatro (Ceará, Oeste, Paraná e Bragantino), empatou uma (Vasco) e perdeu duas (Bahia e Avaí). Conquistou 13 pontos em 21 disputados: aproveitamento de 61%. Se tivesse números próximos a esses ao longo da competição, o clube estaria na luta por acesso. Ocorre que a diretoria demorou demais para reagir e o aproveitamento em todo campeonato é de apenas 44,4%, percentual de equipes que ficam no meio da tabela.

Se Gilson Kleina foi contratado para tirar a agremiação do risco de rebaixamento à Série C, o objetivo está quase cumprido, uma vez já se distanciou (13) pontos da zona da degola. Parabéns para ele, então…!!

Mas o torcedor queria mais. Queria um time brigando por uma vaga no G4. Verbas não lhe faltavam… As negociações de Erik e BH encheram os cofres verdes. A cota da Rede Globo de Televisão foi paga na íntegra ao Goiás, porque os adiantamentos do JBL já foram quitados. Além disso, o contrato de patrocínio com a CEF foi finalmente fechado. Analisando friamente, o poder de fogo do Goiás nesta série B era maior até mesmo do quê o do “bicho-papão”, Vasco da Gama. Mas a incompetência reinou, muitas contratações não surtiram efeito e por fim, a manutenção de um técnico aprendiz no comando da equipe, acabou por remetê-la a dias sombrios, mergulhada na lama fétida da zona maldita.

E a série B em 2017?!? Pelo andar da carruagem, grandes times do cenário nacional poderão cair da divisão de elite, e neste caso, o Goiás teria concorrentes de peso. É como dizia aquele “velho-deitado”: “Cavalo arreado passou e você não montou, o próximo cavalo virá sem arreata e sem cabresto. Se vira…!” 

Encerrando a resenha, voltamos ao nosso velho dilema: faltam SEIS pontos para o Goiás entrar de férias. Acaba logo, 2016!!

Isso é tudo, por hoje, Família Esmeraldina! Até a próxima…!!

Juninho BILL

(Foto: Reprodução SporTV)

Tags:, , , , ,

3 Comentários Quero comentar!

  • Jogo complicadíssimo para o Goiás nesse próximo sábado. O time da caixa d´água, está jogando melhor que o Verdão. E só não distanciou mais na tabela, por conta de problemas internos.

    Se eu fosse jogar na loteria esportiva, marcaria um duplo, sendo “vila e empate”. Eu explico, calma”!!! Analisando os quatro últimos jogos do Goiás. Vitorias em cima de Oeste, Parana e Bragantino ( três bebados ), e um desses bêbados o Bragantino vendeu caro a derrota. E por fim a derrota para o Avaí.

    Acho que expliquei o meu pessimismo quanto a esse jogo diante do Cyla. No mais to contigo JUninho Bill, que venham logo esses seis pontos.

    Comentário by cicero jr — 10 de outubro de 2016 @ 14:18

  • Tarde boa a todos.
    Bom, vou me ater aos dois últimos resultados de ambos. Vila perdeu. Mas perdeu jogando bem. Isso é fato e não adianta desmerece-los. Goiás ganhou, mas muito provável foi a pior partida até então da B. Se levarmos pro lado racional, poderemos ter sérios problemas, mesmo o nosso rival estando desfigurado. O tal poder da superação e até vontade que nos faltou sempre este ano, pelas bandas do Pé de manga não faltou. Isso me preocupa. Walter hoje é banco de reservas e ponto final., sem ritmo de jogo, tem que entrar aos poucos, até pq já deve ter ganhado uns kg a mais.Ambos precisam do resultado, então deve ser um jogo franco. Que o jogo seja bom, sem confusões entre as torcidas, e que os 3 pontos, venham pra cá, mas pra isso, será necessário Brio por parte do time da Serrinha.

    Comentário by Wendll Faleiro — 10 de outubro de 2016 @ 15:30

  • Não recuperou a hegemonia. Sem mais.

    Comentário by Juninho Bill — 17 de outubro de 2016 @ 13:04

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Deixe um comentário