Goiás escalado para última batalha 2 maio 2015 Juliano

A equipe do Goiás terá apenas uma novidade para o segundo e decisivo jogo da final do Campeonato Goiano contra a Aparecidense. O meia Juliano cumpriu suspensão automática no primeiro confronto e está liberado. Assim, o técnico Hélio dos Anjos escalará o jogador na lateral-esquerda, voltando Alex Alves para a zaga. “Eu tenho de ter critério. Não estava tendo problema nenhum com o Alex na quarta zaga e com o Juliano na esquerda”, justificou o treinador. O garoto Deivid, que na avaliação do treinador não comprometeu e fez excelente estreia na zaga esmeraldina no primeiro jogo decisivo, retornará para o banco de reservas.

Já o volante David, sofreu fratura no pé e será substituído pelo veterano Ygor. O atleta seguirá fora do time e não participará também das primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro, como também do confronto da próxima semana contra o Independente-PA, válido pela Copa do Brasil.

Dessa forma, o Goiás deverá entrar em campo no próximo domingo, visando ser campeão regional pela 25ª vez, com Renan; Everton, Felipe Macedo, Alex Alves e Juliano; Ygor, Rodrigo, Esquerdinha e Felipe Menezes; Erik e Bruno Henrique.

Esse jogo pode marcar a despedida do meia Esquerdinha do Goiás Esporte Clube. Seu vínculo, ainda não renovado, vence na sexta-feira (15/05).

Quinteto

Uma curiosidade é que da equipe escalada, cinco atletas são oriundos da base do Goiás. Everton, assumiu a lateral direita após várias tentativas com o contratado Bocão, que não tiveram o efeito esperado; Felipe Macedo foi beneficiado pela lesão de Júnior Lopes e não saiu mais do time; Já Rodrigo foi a aposta do time para a vaga de Amaral, quando aquele se transferiu para o Palmeiras; os mais famosos, Erik e Felipe Menezes também surgiram na base. Apesar de oscilarem no começo, foram responsáveis diretos pela ascensão da equipe. Felipe Menezes, chegou ao clube como reforço para a temporada, todavia, amargou no banco de reservas, por causa da má condição física. Após treinamentos intensivos, se recuperou, marcou gols decisivos e assumiu a titularidade. “Pude aproveitar minhas oportunidades. Comecei no banco, tive um pouco de paciência para conquistar meu espaço. Chego ao final com balanço positivo individualmente”, concluiu o camisa dez.

 

  Reportagem Juninho BILL

(Fotos: Jornal O Popular)

Tags:, , , ,

Nenhum Comentário Quero comentar!

Nenhum comentário ainda.

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Deixe um comentário