Fechou com “chave de ouro”. Não ganhou nenhum clássico. 7 novembro 2016 jogo

O resultado de sábado foi elástico: 4×2 para o ACG.

Mas a pixotada do garoto, zagueiro David Duarte, contribuiu muito para que parecesse que o vexame foi pior do quê realmente foi… O quarto gol convertido por ele – contra – aos 42 minutos do segundo tempo, dá a impressão que foi um baile. Não foi.

O ACG foi superior em campo? Não exatamente… Em que pese ter caixa e obrigação de ser – já que é o líder absoluto do torneio – o jogo foi parelho. O Goiás saiu na frente com Walter, tomou a virada e posteriormente, o ACG ampliou para 3×1. O Goiás descontou com Léo Gamalho para 3×2. Ao apagar das luzes, o garoto da base converteu contra e fez parecer que o time rubro-negro foi absoluto em campo. Pelo menos para quem não assistiu o jogo e viu o só o placar, teve essa impressão. Para ser sincero, o ataque verde é ótimo, em compensação a defesa, é uma peneira. E o técnico, coitado, não sabe consertar isso.

Walter - GOLSeria normal o ACG ganhar a partida?!? Sem dúvida. Pelo campeonato que vem fazendo, seria absolutamente normal. Contudo, clássicos quase sempre são equilibrados e a maior prova disso foi o Goiás ter marcado primeiro.

Está tudo certo, nenhuma surpresa em campo.

A surpresa está no fato dos torcedores esmeraldinos estarem acostumados com a passividade, com as derrotas, com a segunda página da tabela, com o fato de não ter ganhado nenhum clássico na segunda divisão do campeonato brasileiro – que, diga-se de passagem, antes de começar o time verde era favorito!

Não teve água no chopp… A lagartixa carimbou o passaporte de acesso à primeira divisão, batendo sem dó no Periquito depenado.

Os culpados?!? Todos nós sabemos quem são. Quem dirige, quem administra, quem contrata, quem demite. A diretoria esmeraldina é um poço sem fundo de incapacidade quando o assunto está adstrito a quatro linhas. Se fora delas a agremiação tem certidões negativas e contas saneadas, dentro do campo é uma balbúrdia. O idolatrado Léo Lima, deu um exemplo da desordem ao ser expulso infantilmente no jogo contra o ACG. Ora, ora, nem o líder do grupo tem comprometimento com a equipe… Quem terá?

E a diretoria faz o quê? naaaaaaaaaaaada!! Nem punição salarial não tem…

Querem renovar com Gilson Kleina. Particularmente, sou contra. Esse técnico cumpriu o seu papel de tirar o time da degola. Sem mais… O melhor seria contratar outro – de preferência Givanildo, o rei do acesso – e começar o planejamento de 2017.

Rossi XIIIQuem deveria ter o contrato renovado – o cara que mais briga pela bola e se não faz os gols, dá os passes – o mito Rossi, sequer foi procurado. É muito amadorismo!!

Sergio Rassi fez uma viagem internacional para tratar de interesses particulares. Deixou o barco à deriva. Voltou. Fez aniversário. Comemorou com bolo temático ao Goiás. Ironia?!? Não se sabe… O certo é que HP não compareceu. A ligação que o “véi” esperava que SR havia aproveitado o evento para anunciar sua renúncia não veio. Ao contrário: o médico – para a tristeza dos torcedores – disse aos amigos mais chegados, que não vai renunciar, mesmo contrariando um desejo da sua própria família.

A bem da verdade, estamos fritos… o “colecionador de fracassos” quer continuar na presidência, sabe-se lá por quais motivos. Seria para tentar consertar a série interminável de bobagens ou seria por pirraça aos Pinheiros?!?

Vai saber… o certo é nós estamos fud….. lascados e mal pagos.

2017 me parece ser tão tenebroso quanto 2011, 2015 e 2016, que se encerra com a magnânima meta de terminar a competição na frente do Vila Rosa… Ah nein, Goiás, passa amanhã!!

Isso é tudo, por hoje, Família Esmeraldina! Até a próxima…!!

Juninho BILL

Tags:, , , , , ,

3 Comentários Quero comentar!

  • Acaba logo sofrimento kkkkkkk kkkkkkkkkkk kkkkkkk,ainda bem q nos torcedores esmeraldinos(a) não sofre de coração ,pq se não tinha um vivo mais…. Vaza rassi ,seu colecionador de fracasso …..

    Comentário by Lud — 7 de novembro de 2016 @ 16:11

  • É amigos nada que esteja ruim que não piore! E amanhã já tem o Náutico. Pra falar a verdade nem medo há mais em voltar de lá em dois aviões separados: um pro time e outro pra sacolada de gols que podemos Tomar, ainda mais se o Náutico entrar em campo afim de descontar o placar do primeiro turno!

    Comentário by Wendll Faleiro — 7 de novembro de 2016 @ 17:33

  • É… Antes de acabar 2016 eu já penso logo é em acabar 2017. Com esse Sr. Sergio Rassi eu não tenho nenhuma expectativa boa.

    Comentário by Brayan — 7 de novembro de 2016 @ 18:11

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Deixe um comentário