Em noite de péssimo futebol Goiás perde invencibilidade e a vantagem para chegar às finais 26 abril 2013 WALTER

“Na foto de globoesporte.com, o atacante Walter fez seu gol e foi o único poupado pelos torcedores do Goiás que estiveram presentes no Serra Dourada.”

Tinha tudo para ser apenas mais um jogo, mas a Aparecidense “pregou” uma peça daquelas que só o futebol proporciona e o time de Aparecida ainda contou com a colaboração do Goiás, que entrou em campo praticando um futebol lento, burocrático e sem criação no setor de meio campo.

A Aparecidense pelo contrário iniciou o jogo ganhando todas as divididas e praticando um futebol de velocidade que foi envolvendo o Goiás, o time do interior chegou ao primeiro gol logo aos 13 minutos com Washington.

Perdendo o jogo o time Esmeraldino pressionou o adversário mas fez isso de forma desordenada e ainda tinha pela frente a boa atuação do goleiro Pedro Henrique, com isso a Aparecidense ia encontrando espaços na defesa Esmeraldina e jogando melhor chegaram ao segundo gol através de Renato Xavier que deu um drible seco em Vítor e chutou no ângulo do goleiro Harlei que nada pode fazer, Goias 0 x 2 Aparecidense, silêncio no Serra Dourada.

Final da primeira etapa todos os jogadores do Goiás com exceção de Walter foram vaiados inclusive o técnico Enderson Moreira ouviu o coro de “Burro”.

Para o segundo tempo o Camaleão vencendo por dois a zero cadenciou o jogo trocando bolas no setor de meio campo e contando com as catimbas do goleiro Pedro Henrique. A torcida Esmeraldina começou a vaiar os jogadores do Goiás que erravam jogadas simples. Mas já no apagar das luzes o Goiás chegou ao seu gol, o zagueiro Ernando penetrou na área, foi até a linha de fundo e cruzou certeiro para Walter que empurrou para as redes de Pedro Henrique.

A derrota para a Aparecidense deixa o Goiás em uma situação embaraçosa para chegar às finais do Campeonato, pois agora o Goiás terá de vencer o time do Camaleão pela diferença de um gol no Estádio Anibal Batista de Toledo, no dia 5 de Maio às 16 horas.

Nenhum Comentário Quero comentar!

Nenhum comentário ainda.

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Deixe um comentário