Em jogo, a possível liderança 31 maio 2015 goias-x-gremio

A semana que passou trouxe a resposta sobre o questionamento de domingo passado: o Goiás queria continuar na Copa do Brasil, se analisarmos o futebol jogado no Serra Dourada. O problema foi o arremedo de time que atuou em Itu (SP) na semana anterior. Acredito que o Hélio dos Anjos tenha se arrependido de ter jogado tão defensivamente em terras paulistas. Ficou provado que eliminar o Ituano não era tarefa muito difícil.

O sério e competente Sergio Rassi, ao retornar da viagem internacional que havia feito a negócios, chamou o grupo para uma conversa antes do jogo pela Copa do Brasil em Goiânia. Fechou com o goleiro Renan, o líder do grupo, um pacto para passagem de fase. Resumiu ele depois da reunião com os atletas, que explicitou de maneira direta e objetiva, que o Goiás não havia recebido as premiações pelas passagens das fases anteriores. Por conta de um adiantamento feito na gestão do Dr. Syd junto a CBF na ordem de dois milhões de reais, aquela entidade havia retido os prêmios para quitar a tal dívida. Por consequência, o “bicho” dos jogadores pelas passagens das fases anteriores, ainda não havia sido quitado… Restava uma alternativa: eliminar o Ituano, conseguir a classificação para a quarta fase, receber o prêmio de mais de meio milhão de reais e ratear entre os atletas.

O time entrou em campo com uma pegada diferente. É, amigos… dinheiro é algo que mexe com as pessoas. Com o mundo do futebol então… é quase um tsunami.

SR

O mandatário complementou seu raciocínio dizendo que a Copa Sul-Americana só começaria em agosto, após a Copa América de Seleções. Assim, se eventualmente o Goiás passasse de fase, receberia a premiação em setembro. Sabendo que o clube tinha compromissos urgentes “pra ontem”, seria muito mais viável continuar na Copa do Brasil.

 

Não deu certo. Alex Alves cometeu um pênalti até certo ponto infantil, e a classificação ficou muito difícil a partir desse fatídico episódio. Sucumbiu… vida que segue. Vamos à Sul-Americana no segundo semestre.

 

Mudando o foco, o Goiás volta suas atenções ao campeonato brasileiro neste domingo. A partida contra o Grêmio será às 16h, no Serra Dourada.

A torcida é uma das novidades do jogo. Na estreia em casa no Brasileiro contra o CAP, o Goiás atuou com portões fechados devido a uma punição do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). A razão: uma briga entre torcedores de Goiás e Figueirense, no dia 4 de outubro do ano passado.

 

Treinamento-Helio

Bruno Henrique, expulso na partida de domingo passado contra o Palmeiras, está fora de combate. Considerando a atuação de gala do atacante Wesley contra o Ituano pela Copa do Brasil, é provável que ele entre na vaga deixada pelo artilheiro. E será justo. Wesley foi o melhor jogador do Goiás naquela partida. A equipe deve ir a campo com: Renan; Éverton, Felipe Macedo, Alex Alves e Rafael Foster; Rodrigo, Péricles, Patrick e Felipe Menezes; Wesley e Érik. É o melhor que temos, no momento.

É certo que a sólida “estratégia” – retrancada, por sinal (!) – do técnico Helio dos Anjos colocou o Goiás entre os primeiros na tabela. Ao lado do Corinthians, a equipe ostenta a marca de ainda não ter sido vazado na competição, são três jogos sem levar um gol sequer.

O adversário vive má fase. Luis Felipe Scolari pediu demissão e para seu lugar a diretoria apostou em Roger Machado, antigo lateral do próprio clube. Um desfalque é certo: o meia Douglas, uma das referências do tricolor, sofreu lesão na coxa e foi cortado de última hora.

Exercitando o campo das conjecturas e se considerarmos que CAP (09) pontos, Ponte Preta (08) pontos, Avaí (07) pontos e Chapecoense (06) pontos, já jogaram no sábado; Considerando ainda que Sport (07) pontos, dificilmente ganhará do Santos na Vila Belmiro; Se considerarmos também que Corinthians (07) pontos, fará um clássico contra o Palmeiras e possivelmente obterá apenas um ponto; e, por fim, se considerarmos que dificilmente o São Paulo (06) pontos, conseguirá superar o Internacional – agora totalmente focado no brasileiro – em Porto Alegre…  resta claro que a rodada está propícia para que Goiás alcance, efetivamente, a liderança do torneio, caso consiga superar o Grêmio no Serra Dourada.

A possibilidade é real, palpável e perfeitamente possível. É aguardar pra ver…

Isso é tudo, por hoje, Família Esmeraldina! Até domingo que vem…!! 

  Juninho BILL

(Fotos: Jornal O Popular – Globoesporte)

Tags:,

3 Comentários Quero comentar!

  • Cumpadi tomara que possamos vencer e assumirmos a liderança eu vou ficar enjoado demais durante uma semana …kkkkkk!!! Vamos Verdão nao pipoca poraaaaaaa!! Abraço

    Comentário by Manoel — 31 de maio de 2015 @ 15:39

  • Quero mais que o verde mantenha ou melhora ,e nos de alegria de sempre, na vitória na derrota no empate ,sou feliz com o que temos,afinal e que ” cê intendi ” nem kkkkkkkk vamos verdão firmebo golpe e vamos bater nessa gauchadas…….. Boa resenha barão do toca …..

    Comentário by ludmilla — 31 de maio de 2015 @ 16:56

  • goias poderia fazer promaçao da camisa ajudar goias 40 conto ficar puxado 10 estacionamento consumaçao la dentro que bebe ficar mais 25 reais eh as coisa esta tudo cara com isso nao ficar barato no estadio eles vao lucrar muito mais com promoçao vai ter publico

    Comentário by joao neto — 2 de junho de 2015 @ 0:12

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Deixe um comentário