Ele voltou para casa… A camisa 18 tem dono outra vez! 19 agosto 2016 Walter 21

Uma notícia dessa parecia algo inesperado de se acontecer, principalmente na situação extremamente delicada em que nos encontramos na Série B. Bom, quando o desespero da diretoria do Goiás bate forte, algo tem de ser feito. E por incrível que pareça, eles conseguiram. Walter, o gordinho da 18, está de volta ao Goiás Esporte Clube.

Incrivelmente, Walter deixou o Atlético Paranaense que brigava por uma vaga na Libertadores da América para voltar ao Goiás, um clube que está na beira do abismo da segunda divisão nacional. É uma posição que não está do tamanho do Walter, e muito menos do próprio Goiás, por isso, acredito que motivação não faltará agora de ambas as partes. Aliás, motivação é a palavra que a diretoria quer cultivar depois de uma série interminável de fracassos, principalmente, na gestão Sérgio Rassi.

Se formos parar para pensar, a vinda do Walter foi a maior conquista que Sérgio Rassi conseguiu nos seus três anos de gestão. É bem mais valioso que o patrocínio da Caixa, pois vemos agora uma oportunidade de reconquistarmos o orgulho do torcedor esmeraldino. Sabemos que Walter é capaz de operar milagres, e se deixarem o gordinho controlar o carro, podemos voltar para a pista e terminar a corrida em um lugar mais agradável.

Eu estaria sendo ingênuo se ainda acreditasse em acesso. Depois de um primeiro turno pífio, é bem difícil, porém, essa Série B está correndo em um nível muito apático e fraco. Caso um time consiga uma sequência de três vitórias, ele já sobe um número consideravelmente bom de posições. Se engatarmos isso, podemos ver o Goiás subir um pouco na tabela e o sentimento de acreditar num possível milagre se reacende. Mas não esqueçam de um detalhe: conseguir três ou quatro vitórias seguidas é mais difícil do que parece.

A esperança está agora no Walter. O mais recente queridinho da torcida esmeraldina, que pode se tornar mais do que um grande ídolo caso ele opere um milagre nesse ano. Só de saber que ele quis voltar ao Goiás na situação em que estamos, ele já tem meu profundo respeito. Eu espero que faça como o Léo Lima fez. Que volte com vontade de vencer e de ser um gigante. A gente não liga se é o Walter magro ou Walter gordo, a gente só quer o Walter do Goiás, o Walter dos gols, o “Walterror”. A gente só quer sorrir novamente.

Boa sorte, Walter!

Wagner Oliveira

Tags:

Nenhum Comentário Quero comentar!

Nenhum comentário ainda.

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Deixe um comentário