Diretoria avalia possíveis sedes para cumprir perda de mando de campo 5 agosto 2014 Joao_Bosco_Goiass

O time Esmeraldino foi punido pelo STJD com a perda de 4 mandos de campo e multa de R$ 50.000,00, devido a uma bomba que foi detonada por um torcedor no fosso do Serra Dourada.

O departamento jurídico do Goiás, encaminhou, ontem, à instituição recurso que pede a suspensão do caso. Mas Sérgio Rassi Presidente do clube, já estuda os melhores locais, caso o time Esmeraldino não consigo sucesso.

A direção Alviverde, já recebeu propostas para as mudanças das partidas contra Internacional, 16/8, Cruzeiro 24/8, Atlético Paranaense 31/8 e Flamengo 10/9, pelo Brasileirão Série A.

Cuiabá vai ganhando forças para ter esses jogos, outras sedes estão no páreo, como Brasília e Manaus. Mas alguns problemas podem deixar a Capital Federal fora, pois é alto custo do Estádio Nacional Mané Garrincha, Manaus dificulta pela logística da Arena Amazônia.

A Capital do Mato Grosso do Sul, Campo Grande e Itumbiara também querem as partidas. O Verdão da Serra já cumpriu esse ano suspensões por punições causadas por torcedores, em duas oportunidades, enfrentou o Criciúma no Estádio JK, em Itumbiara e o Botofogo(RJ), na Cidade Mineira de Juiz de Fora.

Sérgio Rassi está confiante de que o Goiás consiga reverter a punição aplicada pelo STJD, divulgada na última Sexta Feira.”A gente vê coisas piores e punições não tão exageradas.”

O Diretor Jurídico do Clube, João Bosco Luz, informa que o recurso que busca o efeito suspensivo tem po base a “desproporcionalidade da pena diante do suposto fato.”

A expectativa do clube é que até a próxima quinta feira o STJD se posicione sobra a ação. O Goiás já foi denunciado 8 vezes pela instituição nos últimos 12 meses. A recorrência, mesmo que por diferentes motivos, segundo João Bosco, pesa contra a defesa.

Nenhum Comentário Quero comentar!

Nenhum comentário ainda.

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Deixe um comentário