Cruzeiro líder. Flamengo lanterna. Questão de justiça. 22 julho 2014 Campeonato Brasileiro

Após a parada obrigatória para o Torneio mundial de seleções, o futebol brasileiro volta à sua rotina, ao trivial, ao cotidiano.

 

No recomeço da competição, não houveram surpresas. O Cruzeiro continua absoluto, agora com cinco pontos de frente. O conjunto é o seu forte. A base campeã de 2013 foi mantida e isso vem rendendo bons frutos. Futebol é esporte coletivo e a equipe celeste é a que melhor representa essa máxima no futebol brasileiro atual. Ricardo Goulart, que havia comandado o Goiás na conquista da série B em 2012, capitaneou e foi campeão da série A com o Cruzeiro em 2013 e caminha a passos largos para ganhar o torneio novamente… de quebra, é o artilheiro da competição!!

 

Fico aqui imaginando com meus borbotões, se futebol é momento, e cada jogador tem o seu, apostaria todas minhas fichas que o Ricardo Goulart no meio campo da seleção, jogando no lugar do Oscar, teria feito aquelas bolas chegar ao ataque e resultar em gols. Não tenho quaisquer dúvidas!! Mas passou, deixa quieto…

 

Dentre os times considerados “grandes” todos estão posicionados até a décima terceira posição, exceto o Flamengo. A conclusão é que o campeonato se encontra em equilíbrio, as forças se equivalem, e tirando a excepcionalidade do Cruzeiro, todos são muito iguais nos quesitos físicos, técnicos, fisiológicos e táticos. Sem qualquer espécie de Bullying, apenas parafraseando um adágio popular: “trata-se de um caminhão de japonês!

 

Corinthians e Fluminense – cada um a seu modo, os dois mais odiados pelos torcedores – em que pese se encontrarem em posição de destaque na tabela de classificação não exibiram nada de excepcional. O primeiro bateu, sofregamente, o Internacional na sua primeira vitória no Itaquerão. Reagiu, urra!! Qual nada!! Em território baiano, sofreu para empatar com ameaçado Vitória; Já o segundo, após perder para o Criciúma, em show do veterano Paulo Baier, quase não consegue ganhar do Santos no Rio. Não fosse o talento do argentino Conca, o jogo teria terminado sem abertura de contagem.

 

O Internacional, recheado de estrelas, é muito instável. Surpreendentemente, perde jogos bisonhos; O São Paulo, de um fantástico tick-tack contra o Bahia na Fonte Nova no meio da semana, caiu frente à Chapecoense em pleno Morumbi; Já o Grêmio não conseguiu furar a retranca do Goiás e passou muito perto de não conseguir também penetrar na defesa do capenga Figueirense; Já o peixe santista atropelou o Palmeiras no meio da semana e sem conseguir segurar o ritmo, sucumbiu ao torpedo do Conca (ops!) do Fluminense em território carioca;

 

E o Goiás?? Ah, o time esmeraldino não perde… mas também não ganha!! Se posta de forma magnífica na defesa, mas seu ataque ainda não encaixou. A esperança é que a dupla Esquerdinha e Bruno Mineiro dê um basta na escassez de gols que a equipe experimenta. Já demonstraram contra o Sport Recife que é possível, com mais treinamentos e entrosamento, acabar com o jejum.

 

E o que dizer de Atlético/MG?? Há uma justificativa, uma vez que a equipe foi até a Argentina onde enfrentou e ganhou do Lanús pela Recopa no meio da semana. Contudo, empatar com o Bahia em casa, depois de sair perdendo, foi sofrível; Já o Palmeiras realizou o sonho de consumo dos brasileiros: contratou um técnico estrangeiro (argentino), o tal Ricardo Gareca. Deu nada até agora…! Foram duas derrotas. É verdade que o time melhorou no segundo tempo contra o Cruzeiro, entretanto, contra o Santos na quarta e no primeiro tempo contra o time mineiro, o Palmeiras levou um vareio; Por derradeiro, o Botafogo. Há coisas que só acontecem com o time da estrela solitária. Permitiu que o goleiro Jeferson folgasse após servir à seleção – mas descansar do quê se nem jogou? – e escalou o garoto Andrey para o jogo contra o Sport. O inexperiente arqueiro levou um gol do Neto Baiano, por cobertura, do meio do campo. No sábado, bateu o fraco Coritiba por 1×0, no Rio, sem muito glamour.

 

E o Flamengo?? No dialeto goianês, a interjeição seria: “Ssassinhora!!” Que time mal organizado!! Literalmente, o Cruzeiro às avessas!! Quarenta dias de treino e a equipe apresentou os mesmíssimos defeitos expostos antes da copa. Não sou adepto da troca constante de treinadores e nem que eles são culpados de tudo, mas nesse caso, não tem jeito: se o Nei Franco não sair, o Flamengo cai para a segunda divisão!!

 

Vamos para décima segunda rodada!! Muitas surpresas ainda estão por vir…

 

Até a próxima quarta!!

 

Juninho BILL

Tags:, , , , , , , , , , , , , ,

Jornalista e Bacharel em Direito

Nenhum Comentário Quero comentar!

Nenhum comentário ainda.

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Deixe um comentário