Com ataque ineficiente Goiás volta a perder, é a quarta derrota seguida 1 dezembro 2014 DAVI

A partida iniciou equilibrada porque os dois times exerciam uma forte marcação. O Atlético-PR melhorou seu rendimento e chegou a assustar em dois lances claros. Dellatorre recebeu passe dentro da área, finalizou com precisão e a bola passou próxima à trave de Renan, aos 20.

Quatro minutos depois foi a vez de Marcelo Cirino perder sua chance. O atacante invadiu a área esmeraldina, mas chutou em cima de Renan. O Goiás, por outro lado, tinha dificuldade para armar jogadas e só conseguia se aproximar da meta adversária em lances de bola parada.

O ritmo da partida diminuiu, principalmente nos quinze minutos finais, e a primeira etapa terminou mesmo empatada sem gols.

A segunda etapa começou com o Atlético-PR tentando implantar seu futebol e quase marcou, aos dez, quando Bady cobrou falta e Dellatorre assustou o goleiro Renan. Os donos da casa seguiam com mais consistência ofensiva e abriram o placar, aos 16, com Marcelo Cirino. O lateral Natanael deu um passe em profundidade e o atacante finalizou com um forte chute para vencer o arqueiro esmeraldino.

Ricardo Drubscky fez as suas três alterações na tentativa de melhorar o Goiás. Lima, Esquerdinha e Welinton Júnior entraram na equipe, mas a equipe visitante seguia inofensivo na frente. O Atlético-PR controlava bem a partida e era perigoso nos contra-ataques.

O time mandante esteve perto do segundo gol, aos 32, quando Cléo recebeu dentro da área, driblou um zagueiro e obrigou Renan a praticar boa defesa. A resposta do Goiás veio dois minutos quando Esquerdinha finalizou e Weverton salvou a equipe paranaense. O placar não se alterou e os visitantes ainda perderam Jackson e Thiago Mendes, expulsos, nos minutos finais.

Nenhum Comentário Quero comentar!

Nenhum comentário ainda.

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Deixe um comentário