As consequências da esperança 27 novembro 2015 b

Vejo muitas frases na internet e no mundo dizendo que o torcedor de verdade, é aquele que não abandona nunca o time, que acredita mesmo tendo 1% de chance, e que sempre tem que ser otimista. Bonito? Sim, e muito, mas será que vale a pena mesmo nesse momento?

Foram vários erros nessa temporada que colocaram o Goiás aonde ele está hoje: na degola, e com as malas prontas para embarcar para uma amarga segunda divisão novamente. O “Série B Express” deve chegar nesse final de semana para nós. É quase inevitável, mas futebol é futebol, e é por isso, que alguns ainda mantém a tal da ‘esperança’.

heman

O grande problema é que não só a minha, como a esperança de vários esmeraldinos já está desgastada. Afinal, tivemos esperança que iríamos ganhar do Ituano na Copa do Brasil, do Brasília na Sul-Americana, e aquela derrota contra o Coritiba? Foi a gota d’água. Chega!

Se o acaso nos ajudar novamente e vencermos a Chapecoense fora de casa, será que vale a pena lotar o estádio cheio de esperançosos contra o São Paulo? A tendência é sair de lá no chão, com o rebaixamento decretado, com copos de cerveja voando em cima dos jogadores e com a tristeza tomando conta das arquibancadas. Já vi esse filme esse ano.

Sempre me lembro das “amareladas” do Goiás em jogos decisivos. Como em 2013, onde todos esperávamos uma vaga na Libertadores da América e saímos de lá como piada nacional. E a final da Copa Sul-Americana? Esse dá até dores de cabeça só de lembrar.

Aos otimistas que ainda acreditam em um milagre, admiro a coragem de vocês e espero que isso nos leve a algum lugar, mas prefiro me preservar e já me preparar para o pior, pois quem sabe assim, a queda pode ser menos dolorida. Já deu de tanto sofrimento.

 Wagner Oliveira

Tags:,

1 Comentário Quero comentar!

  • Wagner, estou muito satisfeito por você ser mais um a fazer parte do time de colunistas do F.E.

    Mano, estou igual a você, já joguei a toalha desde a derrota para a POnte Preta. Meu velho e grosso couro de torcedor Esmeraldino já se acostumou com a ideia de participarmos mais uma vez da Bzona em 2016.

    Fica agora a esperança para que esses biltres que administraram o Goiás esse ano, sejam contemplados com a luz da sabedoria e mudar os rumos desse time para a próxima e as próximas temporadas. Será?

    Comentário by CICERO JUNIOR — 27 de novembro de 2015 @ 12:17

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Deixe um comentário