Aposta no sistema defensivo em ITU 20 maio 2015 Copa do Brasil

O estádio Estádio Novelli Júnior, em Itu (SP), será palco hoje às 19:30h, do primeiro jogo da terceira fase da Copa do Brasil, entre Ituano e Goiás. Nesta fase da competição, a regra se altera e não há mais vantagem capaz de eliminar o jogo da volta, que se realizará no Estádio Serra Dourada, na próxima quarta-feira, dia (27). A passagem pelo time paulista coloca a equipe alviverde na quarta fase da competição.

O Goiás Esporte Clube faz parte dos clubes da elite (Grupo I), que pela divisão elaborada pela CBF recebe maiores fatias pelas passagens de fase. Classificar-se na primeira fase rendeu ao time, R$ 400.000,00; Eliminar o Independente (PA), na segunda fase, rendeu aos cofres goianos, R$ 480.000,00; Caso passe pelo Ituano, na terceira fase, o clube embolsará mais R$ 560.000,00.

Somente após a Copa América de Seleções (11/06 a 04/07), a quarta fase da Copa do Brasil será realizada. Nesta etapa, as (10) agremiações que permanecerem se juntam com aqueles que disputaram a Copa Libertadores da América (Cruzeiro, São Paulo, Internacional, Atlético-MG e Corinthians), mais o Fluminense, sexto colocado no Campeonato Brasileiro de 2014, totalizando (16) clubes.

Se conseguir eliminar o adversário da quarta fase, a premiação é de R$ 690.000,00; Se abater o adversário da quinta fase (oitavas de final), o valor é de R$ 820.000,00; Se obter êxito na sexta fase (semi-final), o clube embolsa a quantia de R$ 1.000.000,00; Se for vice-campeão, fatura mais R$ 2.000.000,00 e caso seja campeão do torneio, a bolada é de R$ 4.000.000,00.

Em suma: Um time do Grupo I – como o Goiás – somando todas as premiações, pode faturar a quantia líquida de R$ 7.950,000,00, se for campeão do torneio. Além da bela premiação, ganhar a Copa do Brasil seria o título de expressão o qual o torcedor do Goiás tanto anseia, e de “troco” garantiria uma vaga na Copa Libertadores da América em 2016!

O SISTEMA TÁTICO DO GOIÁS

RenanA equipe esmeraldina é apontada como favorita no confronto e aposta na consistência defensiva para obter a classificação diante do Ituano (SP). O Goiás tem se comportado melhor na marcação de jogadas aéreas, quase um problema crônico no time nos últimos anos. Além disso, o goleiro Renan (foto) tem se transformado em uma verdadeira muralha nos últimos jogos.

O meia Felipe Menezes ressalta que o bom preparo físico e a habilidade técnica são as características dos times paulistas e, o Goiás, não pode projetar facilidade. “É uma equipe que eliminou o Joinville, que é uma equipe de Série A. Mas, acho que a gente tem condição de chegar lá, fazer um bom jogo, sem desequilíbrio, para decidir em casa, com a força do nosso torcedor”.

Especificamente nesse jogo, o zagueiro Alex Alves será improvisado na lateral esquerda, uma vez que Rafael Forster já atuou por outro time nesta competição. Neste caso, Fred será escalado na zaga novamente.

O técnico do Goiás, Hélio do Anjos, também fará mudanças no meio de campo. O volante Patrick não pode atuar na Copa do Brasil e Juliano jogará naquela posição. Já o garoto da base, Péricles, titular contra o Atlético (PR), será sacado para a entrada do armador William Kozlowiski.

É certo, portanto, que o Goiás jogará na verdade com três zagueiros. Juliano será o volante que cairá pela esquerda e fará as vezes de lateral por aquele setor. Para cobrir suas saídas para o lado canhoto, certamente o treinador determinará que Kozlowiski seja um meia mais defensivo. Esse esquema tático, inclusive, já foi adotado no último jogo contra o CAP.

O ADVERSÁRIO

Pelos lados do Ituano o clima é de entusiasmo após eliminar a Portuguesa de Desportos (SP) e o Joinville (SC) da competição. A estratégia do Ituano para bater o Goiás consiste também em uma defesa sólida, além de tirar qualquer tipo de pressão em cima dos próprios atletas, jogando todo o favoritismo para o lado do adversário. A diretoria tem dado força extra aos jogadores fora de campo. Na última semana, quatro titulares tiveram seus contratos renovados até o fim do Campeonato Paulista de 2016: o goleiro Fábio, o lateral Peri, o zagueiro Nayhlor e o capitão da equipe, Cristian. Com isso, a linha defensiva foi mantida na equipe.

O APITO

A arbitragem ficará por conta do trio de Santa Catarina, Bráulio da Silva Machado, auxiliado por Helton Nunes e Alex dos Santos.

Reportagem Juninho BILL

Tags:, ,

3 Comentários Quero comentar!

  • Vamos que vamos na CB… Esse ano ta tudo japonês… Quem sabe beliscamos uma final…

    Comentário by Vinícius de Sousa Silva — 20 de maio de 2015 @ 16:19

  • Ir ou não ir adiante, eis a questão para o time Esmeraldino. É fácil explicar; a Copa do Brasil é um torneio charmoso, que rende dinheiro da primeira a última fase da competição e ainda da vaga a libertadores da América. Por outro lado, o escrete Alviverde já chegou a uma final de Sul Americana, e para muitos torcedores o gostinho de quero mais está latente em todos na busca por um título de expressão para o Maior time do centro norte do País. Eu? Cicero Junior, partiria para a Sula !!

    Comentário by cicero junior — 20 de maio de 2015 @ 17:09

  • Eu preferia abocanhar esses milhões da CdB, e por consequência, ganhar o tal titulo de expressão e de lambuja a vaga na libertadores de 2016…
    Junta esses milhões, a venda do Erik e o dinheiro da Globo ano que vem que será pago na integralidade e sem adiantamentos, faremos bonito no próximo ano…
    Torcer pro Rassi querer ser reeleito. Um lobo, disfarçado de cordeiro, com essa grana no caixa, o Goiás vai a estaca ZERO de novo.

    Comentário by Juninho BILL — 20 de maio de 2015 @ 19:42

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Deixe um comentário