3 alterações, e pontos perdidos 19 fevereiro 2015 IMG-20150206-WA0059

Chegamos ao término do Primeiro Turno do Campeonato Goiano e o torcedor já pode estar fazendo um balanço daquilo que já aconteceu durante as partidas. OGoiás jogou 5 vezes e obteve 1 empate, 3 vitórias e 1 derrota. O primeiro resultado negativo conhecemos ontem (18/02) diante do Itumbiara. A Agremiação Esmeraldina teve que se contentar com a derrota pelo placar de 1 x 0.

Durante a partida no estádio JK, o Goiás ao contrário de seus últimos jogos, tentou impor o seu estilo de jogo. Partindo pra cima e se esbarrando em um antigo nome que sempre era meio que esquecido nos corredores da Serrinha. Alguém ai conhece Rodrigo Calaça? Pois é, ele mesmo fechou o gol e na visão de muitos, sem discutir, foi sim o melhor jogador da partida.

Nesta primeira derrota do Verde, já podemos pensar em quem foi o culpado. Vamos começar a citar nomes?

Começando pelo técnico Wagner Lopes que antes do jogo já tinha feito 3 alterações, 2 por opção técnica e uma meio que “forçada”. Alex Alves, Ygor e Bruno Henrique foram os nomes escolhidos e pra quem viu atentamente a partida viu que eles não estão ainda no ritmo do grupo.

Um ponto determinante e crucial no jogo foi o gol do Itumbiara. O nosso arqueiro esmeraldino Renan, nas poucas vezes que foi exigido, o mesmo acabou falhando no momento exato da saída do gol. Algo aconteceu com ele ontem? Será que a pancada que ele levou no inicio do jogo, mexeu com os neurônios dele? Ou será que um ex goleiro (que hoje é diretor de futebol) está ensinando ele a sair do gol sem necessidade? Não podemos criticar, até porque Renan ainda tem muito crédito nos muros da Serrinha.

Agora pense torcedor, qual seria a pergunta correta. A zaga não tem entrosamento? Ygor pelo seu primeiro jogo fez uma boa estréia? Realmente o Itumbiara mereceu a vitória?

Durante a partida o treinador foi infeliz nas substituições que fez! Tirem suas conclusões.

Momento Ironia: Alguém reparou que o Goiás ainda não tinha perdido nenhum jogo este ano? Prestaram atenção quem estava no ataque do Goiás no jogo na Fronteira? No “comissão de frente” era Erik e Bruno Henrique e na segunda etapa entraram Ruan e Carlos Eduardo. O Felipe Menezes? Alguém viu ele em campo? Especificamente mudou de 6 para meia dúzia. Perceberam que está faltando um nome no comando da frente? E ai torcedor, o Esmeraldino perdeu sua invencibilidade e a culpa é do Danilo? Coincidência ou não, o mesmo não jogou e o time perdeu. Não quero dizer que estou defendendo esse jogador, mas foi fato, notório que o time sentiu a falta dele ontem.

Ai o torcedor diz:

- Ah, mas ele não faz gol, não chuta no gol, não faz nada. Os atacantes do Verde fizeram alguma coisa ontem? Xiu.

Momento Raiva e Sensata: Chegamos ao ponto em que sentimos falta de tal jogador, mas ai você vê que o mesmo não faz tanta diferença assim e ai temos que lembrar de quem os contratou e dar o choque no mesmo, abrindo o olho dele para lembrar que o Goiás é Grande e não pode se contentar com os jogadores que tem.

Danilo não é o 9 que queremos, mas querendo ou não ele chama a atenção do adversário (pelo porte físico) e quando ele sai durante o Segundo Tempo de cada partida o time melhora, pois os atacantes que temos no banco são velocistas e assim aproveita que o concorrente está cansado e vai em busca da vitória.

Bruno Henrique teve novamente a sua oportunidade e mais uma vez provou que só sabe tropeçar em si mesmo, não tem o tempo da bola e faz muita falta de ataque. Dá a impressão que só serve pra jogar não 90 minutos, mas apenas uma parte do jogo.

A visão hoje foi de torcedor, mas o teste que foi colocado em pratica na fronteira, o Verde não passou. Algumas coisas precisam ser olhadas novamente. Peças de reposição, laterais que funcionam, atacante que sejam mais objetivos. Jonathan durante o jogo foi até bem na marcação, mas no gol do adversário o cruzamento saiu no lado dele, ou seja no momento crucial ele não deu conta. Alguém ai sente a falta do Vitor? Eu não. Saturnino sempre quando cruza ou chuta a bola, a mesma vai lá em Saturno, então é preciso rever conceitos no fundamento básico de um lateral.

Agora é o seguinte, próximo jogo é contra o Trindade lá na Terra Santa e o Verde já tem que entrar ligado pois já experimentou a força do Tacão na partida na Serrinha. Mas e ai fica a questão. Esperar o adversário vir ou já partir pra cima? Fica a dúvida para o nosso treinador quebrar a cabeça.

Ah! uma observação. O Grêmio desistiu do atacante Walter e o mesmo dá a impressão que está fazendo corpo mole para sair do Rio de Janeiro. Ele com “200 Kg” e de muleta joga muito mais que os atacantes que tem no elenco.

E sinceramente, foi até bom o Verde ter perdido agora, pois ai tira aquele peso de tentar ser campeão invicto. É melhor tropeçar agora do que aos 48 do segundo tempo em uma final de campeonato.

Desculpe o texto longo gente, mas tem vez que a gente precisa rir pra não chorar.

É isso ai. Abraços a todos.

Saudações Esmeraldinas.

Nenhum Comentário Quero comentar!

Nenhum comentário ainda.

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Deixe um comentário